Varizes podem causar trombose?

A trombose venosa, por definição, é a presença de um coágulo dentro de uma veia. Pode ser superficial, quando o coágulo está em uma veia localizada logo abaixo da pele, ou profunda, quando a veia acometida está no meio dos músculos das pernas ou dentro da barriga. Várias condições, como as varizes, podem estar envolvidas para que esse problema surja.

Varizes e obesidade facilitam desenvolvimento de trombose
“A presença de varizes de membros inferiores, como fator isolado, é considerado de baixo risco para o desenvolvimento de trombose venosa profunda. Mas, se associado a outros fatores, pode contribuir para desencadear a trombose”, afirma o angiologista Breno Caiafa, presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular do Rio de Janeiro.

Entre os fatores citados pelo médico estão obesidade, idade superior a 60 anos, imobilidade ou mobilidade reduzida, história prévia de trombose venosa profunda e algumas condições cirúrgicas e clínicas, como doenças crônicas e câncer. “A formação do coágulo ocorre por fatores como lesão da parede interna da veia, dificuldade do sangue circular (estase) e o aumento da viscosidade sanguínea”, informa o profissional.

Leia também: Varicell reclame aqui

Tratamento das varizes previne surgimento de trombose
Segundo o especialista, o tratamento das varizes deve começar precocemente para impedir a progressão da doença para estágios mais avançados, em que o risco de trombose e úlceras é maior. “Em alguns casos, como em cirurgias ou internações prolongadas, a prevenção da trombose deve ser realizada, com o uso de anticoagulantes em baixas doses, assim como o tratamento e o afastamento de todos os fatores de risco”, explica Caiafa.

A busca rápida por tratamento é essencial para prevenir os riscos da trombose, como embolia pulmonar e sequelas nas pernas, já que mesmo que a trombose fique quieta em seu lugar, as veias podem ser prejudicadas. Como consequência, a perna afetada pode ficar inchada e escura e, com o passar dos anos, podem aparecer feridas, que constituem a síndrome pós-trombótica.

Como fazer a Dieta Low Carb

Tatiana ZaninNutricionistaOutubro 2018
Alimentos permitidosAlimentos proibidosCardápioReceitas
A Dieta Low Carb é baseada em uma redução do consumo de carboidratos simples na alimentação, como arroz branco, macarrão e pão. Para compensar a redução no carboidrato, deve-se aumentar a ingestão de proteínas como carnes e ovos, e de gorduras boas, que estão presentes em alimentos como abacate, castanhas, azeite e peixes como sardinha e salmão.

Essa dieta é bastante eficiente para fazer emagrecer porque o metabolismo passa a funcionar melhor com o aumento das proteínas e da gordura boa na alimentação, ajudando também a reduzir a inflamação do organismo e a combater a retenção de líquidos. Veja quais são os Alimentos ricos em carboidratos.

Como fazer a Dieta Low Carb
Para fazer a dieta low carb, deve-se retirar especialmente carboidratos simples da alimentação, como açúcar, farinha branca, arroz branco, refrigerantes, doces e salgados. Além disso, em alguns casos também pode ser necessário restringir o consumo de carboidratos bons, como pão integral, aveia, batata doce e inhame.

Leia também: O que é E-book 101 Receitas Low Carb

A quantidade de carboidrato que deve ser eliminada da dieta varia de acordo com o metabolismo de cada um, e deve ser feita de forma progressiva, para que o organismo se habitue bem e não aparecem efeitos colaterais como dores de cabeça, tonturas e alterações no humor.

Os lanches devem incluir alimentos como ovos, queijos, castanhas, abacate e coco, podendo-se equilibrar com 1 fatia de pão integral ou 1 fruta, por exemplo. O almoço e o jantar devem ser ricos em salada, carne e azeite, podendo ter um pouco carboidratos como arroz ou macarrão integral, feijão, abóbora e batatas. Veja receitas de lanches low carb.

Leia também: Kifina Anvisa

Alimentos permitidos
Os alimentos permitidos na dieta Low Carb são:

Frutas, verduras e legumes;
Carne, frango e peixes;
Queijos;
Ovos;
Azeite, óleo de coco e manteiga;
Nozes, amêndoas, avelãs, castanha-do-pará;
Sementes em geral, como chia, linhaça, girassol e gergelim;
Café e chás sem açúcar;
Água, de 2 a 3 litros por dia.
Além de ser usada para emagrecer, esta dieta também é indicada para tratar problemas como colesterol alto, diabetes, triglicerídeos elevados e pressão alta.

Leia também: Phytophen Anvisa

Alimentos proibidos
Nesta dieta é importante evitar todos os alimentos que possuam uma elevada quantidade de carboidratos. Dessa forma, uma boa opção é consultar o rótulo do alimento antes de consumir. No entanto, alguns exemplos dos tipos de alimentos que devem ser evitados são:

Açúcar: incluindo alimentos como refrigerantes, sucos de fruta, adoçantes, doces, sorvetes, bolos e biscoitos;
Cereais, como trigo, cevada ou centeio, e alimentos como o pão, biscoitos, salgados, torradas;
Gorduras trans: batata frita embalada, comida pronta congelada, margarinas;
Carnes processadas: presunto, peito de peru, salsicha, linguiça, salame, mortadela, bacon;
Outros: arroz branco, macarrão branco, farofa, tapioca e cuscuz.
Assim, uma dica importante é tentar evitar todo o tipo de produtos industrializados, uma vez que normalmente contêm uma elevada concentração de carboidratos, dando preferência para produtos naturais e vegetais frescos.

Leia também: Farinha seca barriga Anvisa

Alimentos permitidos com moderação
Estes alimentos podem ser consumidos de 1 a 2 vezes por dia, equilibrando com o consumo de proteínas e gorduras boas:

Pão integral;
Grãos: arroz integral, macarrão integral, milho, feijão, lentilha, grão-de-bico;
Leite e iogurte;
Tubérculos: batata, batata doce, inhame, aipim e macaxeira.
Em geral, pessoas que praticam atividade física regularmente costumam tolerar maiores quantidade de carboidrato na dieta, sem ganhar peso com tanta facilidade.

Cardápio da dieta Low Carb
A tabela a seguir traz um exemplo de 3 dias da dieta Low Carb.

Refeição Dia 1 Dia 2 Dia 3
Café da Manhã 2 ovos fritos com queijo + 1 colher de chá de gergelim + café sem açúcar 1 xícara de café sem açúcar + 2 ovos mexidos com tomate e manjericão chá sem açúcar + 1 fatia de pão low carb com queijo e um fio de azeite
Lanche da Manhã 1 maçã + 7 castanhas-de-caju 1 copo de suco verde com couve, abacaxi, limão e 1 colher de chia 1 banana amassada + 1 colher de sopa de pasta de amendoim
Almoço/Jantar espaguete de abobrinha + 120g de carne + salada verde crua com azeite filé de salmão + legumes refogados com azeite purê de abóbora + 130g de lombo suíno + couve refogada com azeite
Lanche da Tarde café sem açúcar + omelete de legumes feito com 2 ovos chá sem açúcar + 1 fatia de pão low carb com pasta de amendoim vitamina de abacate com chia e leite vegetal
Para acompanhar la dieta Low carb deve beber de 2 a 3 Litros de água por dia, já que esta é uma dieta rica em fibras. Além disso, também é importante incluir na alimentação diária as gorduras boas, aumentando o consumo de azeite, castanhas, amendoim, abacate, coco e peixes. Veja exemplos de café da manhã low carb para incluir na dieta.

Benefícios da Dieta Low Carb
Seguir uma dieta low carb trás benefícios para a saúde como:

Dar mais saciedade, pois o aumento no consumo de proteínas e gorduras afasta a fome por mais tempo;
Baixar os níveis de colesterol e triglicerídeos;
Aumentar o colesterol bom;
Ajudar a controlar a diabetes;
Melhorar o funcionamento do intestino, por conter mais alimentos integrais;
A quantidade de carboidratos na dieta low carb varia de acordo com a necessidade do indivíduo e com o nível de atividade física praticado, mas os carboidratos devem constituir menos de 40% das calorias da dieta.

Em geral, quanto menos carboidrato na dieta, maior é o estímulo para a perda de peso, mas é recomendado que a redução dos carboidratos seja feita com o acompanhamento de um nutricionista, pois ela pode causar problemas como alterações de humor, queda na imunidade e dores de cabeça.

Receita Low Carb de Macarrão de Abobrinha

Ingredientes:
• 1 abobrinha pequena cortada em tiras fininhas
• 1 colher de chá de óleo de coco ou azeite
• Sal marinho e pimenta do reino moída, a gosto

Modo de preparo:

Fatiar a abobrinha no seu comprimento no formato de macarrão tipo espaguete. Também existem fatiadores especiais que cortam o legumes na forma de espaguete. Em uma frigideira, aquecer o óleo de coco ou o azeite e coloque as tiras de abobrinha. Refogar por cerca de 5 minutos ou até a abobrinha começar a amolecer. Temperar com sal, alho e pimenta do reino. Desligar o fogo e acrescente a carne desejada e molho de tomate ou pesto.

Jejum intermitente: para quem é indicado, como e por que aderi-lo

Esse método oferece benefícios importantes, que vão além do emagrecimento, mas deve ser feito sob indicação profissional

Falar em jejum, atualmente, para muita gente pode parecer loucura e é um assunto que, de fato, gera controvérsias. Porém, um método de alimentação chamado “jejum intermitente” tem se destacado cada vez mais, especialmente entre famosas como, por exemplo, Deborah Secco, e entre as pessoas que já seguem um estilo de vida saudável. E você, já ouviu falar?

A proposta, embora controversa, não é tão maluca como pode parecer à primeira vista, isso porque o jejum intermitente, na verdade, não é recomendado para todos, requer acompanhamento profissional, e, sobretudo, se baseia em estudos sérios.

Leia também: Jejum Intermitente funciona

A nutricionista Pâmela Miguel explica que o jejum intermitente é um tipo de programa alimentar que intercala períodos programados de ausência de alimentação com períodos de ingestão controlada de alimentos. “Atualmente esse tipo de ‘dieta’ tornou-se popular, pois estudos evidenciaram benefícios à saúde quando o jejum é realizado de forma orientada”, destaca.

Talvez você esteja se perguntando: mas será que o jejum intermitente é, então, uma boa opção para mim?

Leia também: Kifina reclame aqui

Calma! Vale reforçar que o jejum intermitente não é um programa recomendado a todos; é indicado, de forma geral, para pessoas que já seguem uma dieta equilibrada há um bom tempo e, especialmente, uma dieta com baixa ingestão de carboidratos (low carb).

Leia também: 10 atividades para queimar 100 calorias sem ir à academia

Neste contexto, abaixo você descobre tudo sobre este método e esclarece suas principais dúvidas!

Leia também: Phytophen reclame aqui

Como funciona o jejum intermitente?

FOTO: ISTOCK

Pâmela explica que o jejum consiste em ficar sem se alimentar de macronutrientes (carboidratos, proteínas e gorduras) por um período determinado (8h/12h/16h/24h).

“O conceito do jejum vem do período dos nossos ancestrais, onde não havia comida disponível a todo momento. O corpo se adaptava a conviver com esses períodos sem alimentação e as reservas de gorduras eram utilizadas como fonte de energias”, destaca Pâmela.

Leia também: Farinha seca barriga reclame aqui

Ainda de acordo a nutricionista, o jejum tem como um de seus objetivos equilibrar os níveis do hormônio insulina, melhorando assim o controle da fome e auxiliando na prevenção de doenças crônicas. “Dentro do período de jejum é permitido o consumo de água, água com limão, chás e cafés sem açúcar ou adoçante”, diz.

A nutricionista Gabryella Batista, da Aliança Instituto de Oncologia, explica que o corpo, após ficar determinado tempo sem se alimentar, utiliza mais substratos energéticos próprios do que aqueles provenientes da dieta. “Assim, o corpo passa, por exemplo, a utilizar a gordura estocada no tecido adiposo em vez da gordura ingerida da dieta”, diz.

Leia também: “Emagreci 17kg sem passar fome ou fazer exercícios”

Em relação aos hormônios, Gabryella reforça que os níveis de insulina no sangue caem significativamente (o que facilita a queima de gordura), bem como os níveis sanguíneos do hormônio do crescimento hGH podem aumentar em até cinco vezes (o que favorece o aumento da massa muscular).

Tipos de jejum intermitente

FOTO: ISTOCK

Existem diferentes protocolos para se realizar o jejum intermitente. E a melhor opção para cada caso, é claro, só pode ser indicada pelo nutricionista. Mas, conheça abaixo os principais exemplos:

Método 16/8
Pâmela explica que o método 16/8 consiste em se alimentar dentro de um período de 8 horas e permanecer por um período de 16 horas sem se alimentar, podendo consumir apenas água, água com limão, chás e cafés sem açúcar ou adoçante.

Exemplo de jejum 16/8, de acordo com a nutricionista Pâmela:

Segunda feira – Acorda (7h) / Toma café da manhã (8h) = alimentação equilibrada/ Almoço (12h) = alimentação equilibrada / Lanche da tarde (16h) = alimentação equilibrada / Jantar (até as 19H) = alimentação equilibrada.
Depois, ausência de alimentação das 19h da segunda até as 11h da terça feira.
Esse tipo de jejum, de acordo com Pâmela, pode ser feito uma, duas ou até três vezes na semana.

Leia também: 10 maneiras de se sentir motivada durante uma dieta

Método 5:2
Pâmela explica que o método 5:2 consiste em determinar 2 dias da semana para consumir ¼ do total de calorias consumida durantes os outros dias de alimentação normal. A ingestão calórica nesses 2 dias gira em torno de 500 a 600 calorias.

Método Come-Para-Come
Gabryella explica que este protocolo envolve jejuns de 24 horas, 1 ou 2 vezes na semana. “Isso significa que o jantar será realizado, por exemplo, às 19h, e daí a próxima refeição será o jantar às 19h no dia seguinte”, diz.

Pâmela reforça que este método prevê jejum de 24 horas, alternado com dias de alimentação equilibrada. Confira um exemplo citado pela nutricionista:

Segunda feira: Café da manhã (7h) = alimentação normal / Ao longo do dia jejum, podendo consumir apenas água, água com limão, chás e cafés sem açúcar ou adoçante.
Próxima refeição somente no café da manhã da terça (7h).
Durante a terça-feira, segue-se uma rotina de alimentação normal.
Na quarta feira, segue-se a mesma rotina da segunda-feira.
Vale destacar que esses são os protocolos mais conhecidos, mas, conforme explica Pâmela, existem jejuns de períodos de 8 horas sem se alimentar, jejuns de períodos de 12 horas sem se alimentar e até protocolos de 36 horas sem se alimentar. “Todos respeitando o conceito de consumir apenas água, água com limão, chás e cafés sem açúcar ou adoçante nos períodos de jejum e uma alimentação equilibrada no retorno do período de alimentação”, acrescenta.

Gabryella comenta ainda que um protocolo bastante conhecido é o jejum intermitente diário de 12 horas. “A pessoa realiza a última refeição do dia anterior, dorme por aproximadamente 8 horas e, depois, fica mais 4 horas sem se alimentar pelo período da manhã”, exemplifica.

Leia também: Comer couve deixa o cérebro 11 anos mais jovem

8 benefícios do jejum intermitente

FOTO: ISTOCK

Mas, por que fazer jejum intermitente? Há mesmo vantagem nesse estilo de alimentação? Sim!

De acordo com Pâmela, o jejum intermitente bem programado e orientado pode levar a diversas adaptações fisiológicas do organismo, gerando diferentes benefícios, como:

Redução dos níveis de LDL colesterol (“colesterol ruim”) e triglicérides;
Redução da pressão arterial;
Melhor controle nos níveis de insulina e melhora da resistência à insulina, contribuindo para um maior controle da fome e na prevenção de doenças crônicas;
Redução dos níveis de cortisol (“hormônio do estresse”);
Redução de gordura corporal;
Aumento dos níveis do hormônio do crescimento;
Melhora da concentração;
Redução da ansiedade.
Gabryella destaca que a epidemia de anormalidades metabólicas (obesidade, síndrome metabólica, diabetes mellitus tipo 2) tem ocasionado um aumento na prevalência de doenças cardiovasculares.

“Nessas condições, os indivíduos afetados apresentam importantes melhorias quando modificam seus hábitos alimentares. E, neste contexto, estudos recentes têm elucidado a modulação do metabolismo por jejum intermitente. Testes com animais mostraram valores menores de glicemia e insulinemia, redução no volume de gordura visceral, além de maior resistência ao estresse”, explica.

Contraindicações do jejum intermitente
Gabryella destaca que as principais contraindicações são:

Crianças
Idosos
Gestantes
Pacientes com insuficiência renal
Diabéticos
Pacientes com infecções ou sistema imunológico deficiente
Pacientes anêmicos
Pacientes em uso de medicações controladas
Pâmela ressalta que o jejum intermitente não pode ser aderido por todos! “O jejum deve ser sempre orientado por um profissional nutricionista ou nutrólogo, pois nem todos terão benefícios com a prática do jejum.”, diz.

Mais dúvidas sobre jejum intermitentes resolvidas

FOTO: ISTOCK

O assunto é um tanto polêmico, por isso, é comum que surjam muitas dúvidas. Abaixo, você esclarece as principais delas:

1. Quais são as principais mudanças que ocorrem no corpo ao jejuar?

Pâmela explica que o jejum promove mudanças hormonais e metabólicas no corpo humano, que podem melhorar o funcionamento do metabolismo. “O jejum também promove a ativação de fatores genéticos envolvidos no processo de queima de gordura corporal, promovendo assim a redução do peso e gordura corporal”, diz.

“O jejum melhora ainda o controle dos níveis de insulina e melhora da resistência à insulina, contribuindo para um maior controle da fome e na prevenção de doenças crônicas”, acrescenta Pâmela.

2. Podem existir consequências negativas ao jejuar?

Gabryella comenta que longos períodos de jejum podem alterar o equilíbrio da produção dos hormônios da fome/saciedade, o que pode promover distúrbio em longo prazo. “Devendo-se investigar também sobre as alegações referentes ao envelhecimento e biomarcadores de longevidade. Estudos demonstraram ocorrência de hiperfagia (superalimentação) nos momentos em que o alimento estava disponível”, diz.

Assim, reforça-se mais uma vez a necessidade de aderir ao jejum intermitente somente quando houver indicação e acompanhamento do nutricionista ou nutrólogo.

3. Posso beber líquidos durante o jejum?

Pâmela destaca que, durante o jejum, é permitido o consumo de apenas água, água com limão, chás e cafés sem açúcar ou adoçante.

4. Posso fazer exercícios normalmente durante o jejum?

“Não recomendo a prática de exercícios no período de jejum. O aconselhável é manter a prática de exercícios nos dias em que não se está praticando o jejum intermitente”, destaca Pâmela.

Gabryella reforça que quedas dos níveis de glicose podem interferir na evolução dos treinos ou até impossibilitar a prática nos períodos mais prolongados de jejum.

5. O jejum intermitente é seguro?

O jejum intermitente só é seguro e traz benefícios para saúde quando feito sob orientação de nutricionista ou médico, destaca Pâmela.

“Antes de iniciar o jejum intermitente, o profissional pedirá exames para analisar as condições metabólicas do paciente e a segurança em aplicar essa prática alimentar”, acrescenta a nutricionista Pâmela.

6. Jejuar pode diminuir a massa muscular?

Quando feito de forma errada, não programada e sem supervisão de um nutricionista ou médico, sim. “O período do jejum intermitente deve ser bem programado, assim como o período de alimentação dos dias sem a prática do jejum. Uma alimentação desequilibrada no pós-jejum não trará os benefícios da prática do jejum”, ressalta Pâmela.

Gabryella comenta que o emagrecimento em geral pode ocasionar perda de massa muscular e, por isso é importante continuar a prática esportiva e manter o consumo de proteínas adequado, assim como dos demais nutrientes. “Há estudos mostrando que o jejum intermitente causa menos perda de massa muscular que uma dieta de restrição calórica agressiva”, diz.

7. Posso continuar minha suplementação durante o jejum?

As suplementações devem ser analisadas pelo profissional que está orientando o jejum, destaca Pâmela. “Suplementos que contenham carboidratos, proteínas e gorduras devem ser excluídos. Algumas suplementações de antioxidantes ajudam a potencializar o processo de queima de gordura estimulado pelo jejum”, diz.

Gabryella reforça que os suplementos não podem ser calóricos a ponto de tirar o corpo do estado de jejum. “Suplementos de vitaminas e minerais podem ser utilizados, mas suplementos à base de maltodextrina, whey protein, por exemplo, não deverão ser consumidos durante o jejum”, diz.

8. Quais os efeitos colaterais do jejum?

Quando bem orientado e programado, o jejum não gera efeitos colaterais. “No início, pode-se sentir fome durante o período de jejum. Essa fome durará até o período de adaptação do organismo, o que depende de indivíduo para indivíduo”, explica Pâmela.

Gabryella ressalta que o problema está em aderir ao jejum intermitente sem orientação profissional. “Pois, se feito de forma incorreta, o jejum pode aumentar os níveis de estresse e atrapalhar o sono, além de poder causar desidratação, fome e dores de cabeça”, diz.

“Outro fator preocupante são os distúrbios ou compulsão alimentar que podem ser desencadeados pelo processo, pois algumas pessoas usam esse tipo de dieta para justificar erros alimentares: por exemplo, passam o dia todo sem comer e, quando vão comer, comem de tudo, inclusive alimentos nada saudáveis”, explica a nutricionista Gabryella.

9. Se jejuar, com certeza vou emagrecer?

Não. “Nem todos os organismos respondem de forma positiva à perda de peso com o jejum. Características genéticas, fases da vida e doenças associadas interferem no sucesso ou não sucesso da prática do jejum”, destaca Pâmela.

Gabryella ressalta que a avaliação dos parâmetros clínicos do paciente são essenciais para que se determine o tratamento específico de cada paciente. “As causas da obesidade podem ser motivadas por diversos fatores (resistência à glicose e/ ou insulina, intolerâncias alimentares, alterações hormonais, sedentarismo, hiperalimentação etc.)… Após a completa anamnese do paciente, o nutricionista poderá definir o melhor tratamento a ser prescrito. Sendo assim, não se pode ter garantias de que a prática do jejum intermitente pode gerar os resultados esperados sem o devido acompanhamento”, explica.

10. Pessoas que têm enxaqueca frequentemente (especialmente quando ficam um bom tempo sem comer) podem aderir ao jejum intermitente de forma segura?

“Nesse caso, o mais indicado é tratar a causa da enxaqueca e, quando os episódios de dor cessarem, fazer o teste de introdução da prática do jejum intermitente”, orienta Pâmela.

Gabryella reforça que as enxaquecas devem ser avaliadas por serem motivadas por diversos aspectos. “Quedas nos níveis de açúcar sanguíneo podem predispor inclusive cefaleias por baixa ingestão alimentar”, diz.

11. Se já sigo uma dieta saudável proposta por um nutricionista, posso também fazer jejum esporadicamente para alcançar melhores resultados?

Gabryella destaca que sim, desde que a nutricionista que acompanha a pessoa prescreva a dieta. “Vale ressaltar que este modelo de alimentação segue embasado em estudos científicos como qualquer dieta prescrita por um profissional nutricionista”, diz.

Leia também: como fazer Jejum Intermitente

Pâmela reforça que os indivíduos que já seguem uma alimentação equilibrada e bem orientada são os mais indicados para realizarem o jejum intermitente (caso esses tenham indicação do profissional que os acompanha).

Agora você já sabe que o jejum intermitente é uma prática séria e que realmente oferece resultados positivos, não só no sentido de perda de peso, mas na saúde de uma forma geral. Porém, não é um método recomendado para todos, e muito menos pode ser seguido sem orientação/acompanhamento profissional!

REMÉDIO PARA EMAGRECER – Rápido, Natural, Vendido Farmácia

Remédio para emagrecer é o que não falta no mercado, mas você sabe se isso vale a pena mesmo? Então, fique por dentro de tudo o que você precisa saber sobre os remédios para emagrecer.

Vale a Pena Tomar Remédio para Emagrecer Rápido?
Uma ocorrência muito comum atualmente, é o uso de remédio que prometem emagrecimento rápido, se mostrando como um bote salva-vidas. Ainda que o método seja muito usado, você pode acabar se perguntando se vale a pena tomar remédio para emagrecer rápido.

Principalmente se você andou pesquisando e deu de cara com alguma informação sobre um determinado remédio que foi proibido, mas que a vizinha promete que você vai perder peso com ele.

Antes de querer emagrecer em um mês, você precisa imaginar quanto tempo levou para engordar os quilinhos extras que não quer mais. Por isso, é complicado pensar que você quer reduzir um processo de 12 meses (ou mais) em 30 dias.

Ainda que seja compreensível a briga com o peso constantemente e a tentativa de chegar ao tão sonhado objetivo, é preciso um pouco mais de calma.

Os remédios para emagrecer surgiram com a necessidade de controle de peso, que resultava em pacientes diabéticos e obesos em um número que assustou os cientistas. Com isso, a ideia de conseguir emagrecer com uma cápsula, sem esforço ou sacrifício, acabou sendo o desejo mundial.

Porém, veio o inevitável, a falta de controle desses remédios parecia não ter jeito e cada vez mais o uso abusivo e o comércio no mercado negro expandiam. Por isso, antes de ingerir qualquer medicação você precisa saber o que aqueles ingredientes fazem no seu corpo.

A maior parte desses medicamentos para emagrecer trazem inúmeros efeitos colaterais e, a longo prazo, prejudicam o seu corpo. Por isso, o ideal, é fazer uso de remédios naturais para emagrecer, já que os compostos orgânicos oferecem benefícios maiores para o seu organismo.

Além disso, a automedicação pode ser um agente prejudicial e é importante sempre procurar um médico e ter os exames em dia.

Remédio para Emagrecer Natural
Ainda que não exista poções mágicas para você emagrecer, é possível conseguir bons resultados através dos remédios naturais. Além disso, esse processo acaba sendo ais fácil e prazeroso, facilitando a continuidade do processo.

Perder peso é uma tarefa que exige disposição e disciplina, por isso, os remédios naturais podem ser a chave para você conseguir chegar até o final.

Para isso, existem alguns remédios naturais que você precisa conhecer.

Super Slim X

O Super Slim X age principalmente naquelas gordurinhas que insistem em não desaparecer.

Esse remédio natural é um suplemento com diversos benefícios e é composto por vitaminas e nutrientes que devem ser ingeridos em uma dieta de qualidade. Além disso, esse remédio possui alguns compostos específicos.

Como Funciona: A colina ajuda na regulação do metabolismo e colesterol, o selênio é um antioxidante que estimula o sistema de defesa do corpo, o cromo reduz o apetite e a vontade por doces, o zinco controla a diabetes e a imunidade e a quitosana impede que o organismo absorva gordura e melhora o processo digestivo.

Benefícios: Já os benefícios do Super Slim X inclui:

Melhora a digestão;
Queima de gordura localizada;
Acelera o metabolismo;
Facilita a perda de peso;
Reduz a retenção de líquidos;
Desintoxica o corpo.
Quitoplan

O Quitoplan é u remédio natural que age estimulando o funcionamento do corpo e acelerando a queima de gordura.

Como funciona: A composição desse remédio para emagrecer inclui a quitosana, que estimula a redução de gordura e o psyllium que consegue absorver as gorduras do corpo.

Benefícios: Os principais benefícios desse remédio é:

Eliminação e redução da absorção de gordura;
Ajuda na digestão acelera o metabolismo;
Dá a sensação de saciedade.
Body Slim Fast

O Body Slim Fast é um potente remédio natural que potencializa a queima e o funcionamento de organismo, facilitando o processo de te deixar em forma.

Leia também: Remédios caseiros para emagrecer é bom

Como funciona: Os principais componentes desse remédio natural é o café ver e a pimenta, que atuam como termogênicos e queimar gordura. Além disso facilita o processo de reduzir celulite e melhorar a digestão.

Benefícios: Esse remédio traz diversos benefícios para o seu corpo, como:

Leia também: Kifina preço

Controle de apetite;
Aumento da queima de calorias;
Redução de medidas.
Remédio para emagrecer vendido em farmácia
Como tentativa de perder peso rápido, cada vez mais o uso de medicamentos de tarja preta tem entrado para a lista de compra mensal. Esses remédios são contraindicados para o uso sem avaliação e acompanhamento médico.

Leia também: Phytophen preço

Por isso, você precisa saber quais são esses remédios e o que eles fazem.

Sibutramina

A sibutramina é uma substância usada em casos de depressão e obesidade mórbida, mas que está presente em diversos remédios para emagrecer. Essa substância tem o poder de inibir o apetite e causar alterações de humor, já que atua principalmente no sistema nervoso central.

Leia também: Farinha seca barriga preço

Efeitos colaterais: Essa substancia pode causar:

Cefaleia;
Tonturas;
Dores musculares;
Insônia.
Fluoxetina

A fluoxetina atua como antidepressivo e pode ser usado para tratar a bulimia nervosa e transtorno obsessivo compulsivo. Esse remédio pode ajudar no emagrecimento já que diminui a fome e a ansiedade.

Efeitos colaterais: Entre os principais efeitos reversos desse medicamento estão:

Desequilíbrio químico no cérebro;
Sono excessivo;
Variações de humor;
Agitação e ataques de pânico.
Orlistat

Esse medicamento foi criado para tratar pacientes e obesos e faz com que o corpo deixe de digerir e absorver as gorduras dos alimentos. O emagrecimento acontece devido a essa inibição, que faz com que o corpo não ganhe mais gorduras e use as reservas para garantir energia.

Efeitos colaterais: O Orlistat pode trazer diversos efeitos como:

Problemas renais;
Diarreias;
Dores no abdômen;
Incontinência fecal.
Sertralina

A sertralina é usada no tratamento de pacientes depressivos e outros distúrbios mentais e a redução de peso acontece porque ela diminui a ansiedade e reduz a fome.

Esse remédio consegue regular os níveis hormonais, fazendo com que o paciente se sinta mais calmo e com a sensação de felicidade.

Efeitos colaterais: Os efeitos desse medicamento incluem:

Cansaço;
Insônia;
Sangramentos nasais;
Cólicas;
Mudanças de humor.
Bupropiona

A bupropiona é usado principalmente para tratar hiperatividade e o vício do tabaco e para diminuir a depressão e os impactos da dependência. A principal teoria que faz com que muitos afirmem que esse remédio emagrece é porque ele inibe o apetite e ansiedade.

Efeitos colaterais: Porém os efeitos adversos da bupropiona incluem:

Náuseas;
Vômitos;
Insônia;
Alucinações.
Femproporex

Esse remédio tarja preta atua principalmente na redução da fome e do estrese, agindo no sistema nervoso. Dessa forma o seu cérebro entende que você já comeu tudo o que era necessário e acelera o metabolismo.

Efeitos colaterais: Esse medicamento é usado no tratamento de pacientes com obesidade mórbida e pode causar:

Dores corporais;
Tremores
Dependência;
Depressão;
Insônia.
Qual melhor remédio para emagrecer?
Diante do grande número de remédios que prometem a perda de peso, pode ser difícil saber qual escolher. Um medicamento que está sendo muito usado é o Quitoplan.

Como Quitoplan funciona: Isso porque ele funciona de forma direta nas gorduras localizadas, proporcionando a queima dessa gordura e a perda de peso e medidas.

Por ser um remédio natural, ele é capaz de fornecer nutrientes e vitaminas para o organismo enquanto trabalha na manutenção do peso.

Benefícios: Entre que os principais benefícios desse remédio para emagrecer, estão:

Absorção de gordura;
Acelera o metabolismo;
Controla a fome;
Elimina gordura estocada;
Regula o funcionamento digestivo;
Reduz os níveis de colesterol;
Combate a flacidez;
Retira toxinas do corpo;
Combate o ganho de peso.
Com a constante vontade e necessidade de perder peso, os métodos para conseguir atingir esses objetivos podem ir mudando. Por isso, é preciso estar de olhos em todos os medicamentos que você ingere e o que eles fazem com o seu corpo.

Por isso, não se renda a qualquer medicamento, e use sempre o que for o melhor para a sua saúde.

CHÁ SECA BARRIGA: 7 RECEITAS PARA EMAGRECER E PERDER PESO RÁPIDO

É realmente alarmante o número de pessoas que praticam atividades físicas, se alimentam bem, mas mesmo assim ainda não conseguem atingir o corpo dos seus sonhos. No entanto, o que elas e provavelmente você também não saiba é que existe uma maneira de contribuir para que o processo de emagrecimento seja mais rápido e você consiga atingir, definitivamente, o corpo que sempre sonhou.

Essa alternativa, 100% natural, são os chás seca barriga. Porém, é importante destacar, que não são todos os chás que podem promover o efeito que você deseja, ou seja, eliminar as gorduras indesejadas. Apenas alguns deles são realmente eficazes e podem ser denominados de chá seca barriga. Você poderá conferir as receitas exclusivas desses chás ao longo desse post:

Chá seca barriga de gengibre, cravo e canela:

Esse chá seca barriga é altamente eficaz para quem deseja queimar gordura e ainda ter mais disposição durante os treinos, porque os ingredientes que o compõe são termogênicos, ou seja, têm a capacidade de aumentar o metabolismo e o gasto calórico e a queima de gorduras. É um dos chás mais fortes que existem.

O ideal é consumir apenas duas xícaras de chá diariamente dessa combinação. O modo de preparo desse chá consiste em colocar 1 pau de canela e 10 cravos da índia em 500ml de água fervendo e deixar cozinhar por 5 minutos. Assim que retirar o chá do fogo é preciso adicionar o gengibre ralado a gosto e deixar a infusão agir por 3 minutos para então toma-lo.

Chá seca barriga de hibisco:

O chá de hibisco pode se tornar um grande aliado no processo de emagrecimento e eliminação das gorduras localizadas na região abdominal, sempre que seja preparado e ingerido da maneira correta. Isso porque o hibisco é rico em substâncias antioxidantes e extremamente eficaz no que diz respeito ao combate a retenção de líquidos.

O modo de preparo desse chá seca barriga é simples, tudo que você precisa fazer é colocar 200ml de água no fogo, assim que ela começar a ferver é preciso colocar 1 colher de sopa de hibisco na água e tampar a panela. Deixe a infusão descansar por até 10 minutos e depois é só beber ainda quente. O indicado é ingerir esse chá apenas duas vezes por dia.

Chá verde seca barriga:

Que o chá verde é um grande aliado no processo de emagrecimento, todo mundo já sabe, mas o que muitos desconhecem é que ele só é realmente eficaz quando ingerido da maneira correta, sobretudo devido ao fato dele ser um excelente termogênico e acelerar o metabolismo.

Leia também: Kifina Anvisa

A melhor maneira de preparar esse chá é levar 1 litro de água ao fogo e assim que ela começar a ferver, você desliga o fogo e colocar 20g de chá verde na água. Deixe agir por 10 minutos e leve o chá para o liquidificador e adicione 3 rodelas de abacaxi. Assim que obter uma mistura homogênea, coe e ingira o chá 4 vezes ao dia.

Chá de maracujá para eliminar gordura:

Muitos associam esse chá apenas ao seu poder de calmante, no entanto ele pode ser muito eficaz na eliminação da gordura da região abdominal também, pois possui substâncias que auxiliam o organismo a reter menor açúcar e a promover a sensação de saciedade.

Leia também: o que é Kombucha

Para fazer a receita desse chá seca barriga você irá precisar derreter 10 colheres de sopa de açúcar e adicionar 1 litro de água, quando ele começar estiver a ponto de queimar. Em seguida adicione 5 cravos da índia, 2 paus de canela, semente e polpa de um maracujá e pedaços de 1 maçã. Mexa bem e deixe ferver por 10 minutos, desligue e beba ainda quente.

Leia também: Phytophen reclame aqui

Chá de alecrim para emagrecer:

O chá seca barriga de alecrim auxilia no processo de emagrecimento por meio da melhora do funcionamento do intestino e a digestão. O bom funcionamento desse sistema digestivo é primordial para o aumento da perda de peso, visto que o seu organismo passa a absorver melhor os nutrientes e eliminar os resíduos que impedem o seu bom funcionamento.

Para preparar esse chá e aproveitar os benefícios desse chá será necessário, colocar uma xícara de chá no fogo e deixar até que comece a ferver. Quando chegar a esse ponto é preciso desligar o fogo e adicionar uma colher de chá de erva de alecrim e deixar agir por no mínimo 10 minutos. Depois é só coar e beber ainda quente. O ideal é tomar três xícaras de chá por dia.

Chá seca barriga de gengibre e limão:

Esse chá é um excelente termogênico e ainda possui uma grande concentração de vitamina C, o que aumenta de maneira considerável o sistema imunológico de quem o consome com frequência. Por possibilitar a aceleração do metabolismo, esse chá se torna ideal para quem deseja secar a barriga.

A melhor forma de fazer esse chá é colocando 1 litro de água no fogo com 1 xícara de chá de gengibre cortadas em cubos e 2 limões cortados com casca. Assim que a água ferver, deixe a infusão agir por 10 minutos e beba o chá em jejum em qualquer momento do dia.

Chá de sene, hortelã e limão:

Esse é um dos chás mais eficazes para secar a barriga, pois os ingredientes que o compõe tem um grande efeito de laxante, que regula as funções intestinais e auxilia na eliminação de gordura do organismo.

Para preparar esse chá você irá precisar colocar 180ml de água no fogo, assim que a água começar a ferver, adicione 2 punhados de folhas de sene secas, diversas folhas de hortelã frescas ou secas e deixe agir por dois minutos. Retire as folhas de hortelã e acrescente o limão. Depois é só consumir durante a noite.

Os chás são grandes aliados na luta para vencer aquelas gordurinhas que resistem a todos os seus esforços de elimina-las, seja por meio de uma alimentação saudável ou a prática regular de atividades físicas. Invista neles!

Dicas para emagrecimento saudável

O excesso de peso é um dos fatores mais preocupantes nos dias de hoje, chegamos em níveis alarmantes. Nos Estados Unidos, nada menos de 97 milhões de pessoas (35% da população) estão acima do peso normal. E, destas, 39 milhões (14% da população) pertencem à categoria dos obesos. O problema de forma alguma se restringe aos países ricos.
Com todas as suas carências, o Brasil vai pelo mesmo caminho: 48% da população (mais de 69 milhões de pessoas) está com excesso de peso e 10% dos adultos (cerca de 10 milhões) são obesos. A tendência é mais acentuada entre as mulheres (12% a 13%) do que entre os homens (7% a 8%). E, por incrível que pareça, cresce mais rapidamente nos segmentos de menor poder econômico.

vilões do emagrecimento
O inimigo, desta vez, consiste num modelo de comportamento que pode ser resumido em três palavras: sedentarismo, comilança e estresse. Estamos vivendo a era da globalização de um modo de vida baseado na inatividade corporal frente às telas da TV e do computador, no consumo de alimentos industrializados, cada vez mais gordurosos e açucarados, e num altíssimo grau de tensão psicológica.
Em ritmo acelerado, as culinárias tradicionais vão sendo atropeladas pelo fast food. E bilhões de seres humanos estão migrando dos carboidratos in natura para as gorduras e carboidratos simples (farinha branca, açúcar refinado e doces).

consequências do excesso de peso
As consequências dessa alimentação engordurada: artérias entupidas e diabetes são apenas algumas das possíveis consequências do excesso de peso. Mas, independentemente das consequências, existe hoje uma unanimidade entre os médicos para considerar a própria obesidade como uma doença. E o que é pior: uma doença crônica e incurável. Como a gordura precisa ser estocada no organismo, toda pessoa com excesso de peso tem aumento do número de células adiposas (obesidade hiperplástica) ou um aumento do peso das células adiposas (obesidade hipertrófica) ou uma combinação das duas coisas.

atividade física e alimentação equilibrada são essenciais para emagrecimento saudável
O sedentarismo é a causa mais importante do excesso de peso e da obesidade. Por esse simples motivo, a atividade física tem que ser o primeiro item de qualquer programa realista de tratamento da doença. A pessoa sedentária deve começar reeducando-se em suas atividades cotidianas. Se ela mora em apartamento, por exemplo, pode utilizar as escadas em vez do elevador. Mesmo isso, porém, deve ser feito gradativamente. A pessoa que mora no sétimo andar pode subir apenas um lance de escada no primeiro dia e o restante de elevador. E ir aumentando o esforço, dia após dia, até conseguir galgar todos os andares. A partir daí, abre-se espaço para uma atividade física sistemática [caminhada, esteira, corrida, bicicleta, hidroginástica, natação, remo, dança, musculação, aulas de circuito].
As dietas restritivas devem ser evitadas. Até porque, exatamente pelo fato de serem desbalanceadas, o organismo se defende espontaneamente delas, fazendo com que, após um período de restrição, a pessoa coma muito mais. O que o indivíduo precisa, isso sim, é buscar uma mudança no estilo de vida, pois os fatores comportamentais desempenham, de longe, o papel mais importante no emagrecimento.

Leia também: Dietas de emergência funcionam

confira dicas para o processo de emagrecimento saudável
Faça um diário alimentar e anote tudo o que você come.
Obedeça rigorosamente o horário das refeições, comendo com intervalos de 4 a 5 horas.


Leia também: Kifina é bom
Jamais pule refeições.
Quando, fora dos horários, surgir a vontade de comer, busque uma alternativa [como caminhada e exercícios físicos] que reduza a ansiedade.
Antes de cada refeição, planeje o que você vai comer e prepare cuidadosamente a mesa e o prato.
Experimente um esporte nunca antes praticado.
Nunca perca a oportunidade de se movimentar, levante de sua cadeira a cada 40 minutos.


Leia também: Phytophen é bom
Faça atividades esportivas no fim de semana, combine com os amigos.

Cremes para flacidez: Causas da flacidez, melhores ativos e cremes, como aplicar

Quando a pele fica flácida é sinal de falta de fibras de sustentação ou de desorganização das mesmas, além da possível falta das proteínas essenciais colágeno e elastina. E essa pele flácida fica mais mole, mais caída, mais frágil e incomoda diretamente na autoestima das pessoas. Mas calma que tratamentos para isso não faltam, e um deles é o uso de cremes para flacidez. Vem saber mais!

Leia também: Skin renov reclame aqui

Motivos para pele flácida:
Envelhecimento, pois com o passar do tempo passamos a produzir menos proteínas que sustentam a pele e dão vigor aos tecidos;
Cigarro e bebidas alcóolicas, pois seus efeitos nocivos atacam diretamente a saúde e elasticidade da pele; além disso, fumar demais causa movimentos repetitivos na face e gera marcas de expressão com mais facilidade;
Exposição prolongada ao sol, pois os raios ultravioletas possuem efeito negativo sobre o colágeno, podendo ocorrer a quebra dessa proteína na pele;
Alterações hormonais, principalmente quando relacionados à obesidade, adolescência ou gravidez;
Mudanças bruscas de peso, principalmente quando ocorre o efeito sanfona em razão de engordar e logo depois emagrecer, e vice-versa.
Os melhores ativos de cremes para flacidez
Os melhores cremes para flacidez são aqueles que contém a substância DMAE, ou dimetilaminoetanol. Ele é um importante antioxidantes que atua na membrana plasmática celular, de modo a combater de forma eficaz a flacidez e também melhorando a saúde externa da pele, com resultados imediatos e também duradouros.

Cremes com DMAE ajudam a aumentar a produção de colágeno e, quando absorvidos corretamente, atuam diretamente no músculo sob a pele, aumentando o tônus com efeito tensor, melhorando a aparência. Não possui efeito milagroso e sim progressivo, com efeitos que podem ser vistos claramente após 30 a 60 dias de uso. Outros ativos importantes na produção de colágeno são triac, retinol, cafeína, elastina, silício, tensine, ácido glicólico, kigeline e hialuronidase, além de manteiga de karité.

Como aplicar cremes para flacidez?
Esses cremes não devem ser aplicados no rosto de modo uniforme, e sim respeitando as áreas dos músculos faciais e sempre no sentido de elevação da pele, não de pressão para baixo. Siga as instruções de cada produto descritas nas próprias embalagens e siga as orientações abaixo:

Na testa, passe no sentido para cima partindo do centro da área;
No nariz, sempre da pontinha para cima, rumo à testa;
Nas maçãs do rosto, sempre do meio das bochechas às laterais do rosto;
No buço, sempre do meio para fora;
No queixo, sempre da pontinha rumo às laterais e contornos da mandíbula.
Nas outras partes do corpo, utilize os cremes cerca de 2 vezes por dia; sempre massageando a área flácida no sentido oposto à “caída”, ou seja, sempre puxando para cima; massageie por alguns minutos até a pele absorver bem o produto e a pele ficar aquecida.

Os melhores cremes para flacidez
Mesmo sendo a forma mais lenta de tratar o problema de flacidez na pele, usar cremes regularmente e de forma progressiva pode trazer excelentes resultados!

Cremes com efeito instantâneo, ideal para ida a festas e casamentos, por exemplo: A maioria contém rafermine, argireline e tensine;
Tratamento de flacidez no corpo (braços, barriga, coxas, etc.): Além dos ativos estimulantes de colágeno, é ideal ter ácido hialurônico para a pele ficar hidratada e vitamina C ou resveratrol para agir contra antioxidantes e prevenir do envelhecimento.
Tratamento de flacidez para rosto e pescoço: Pode conter as mesmas propriedades dos cremes para o corpo, porém são menos abrasivos para respeitar a sensibilidade da pele do rosto.
Top 2 Cremes para Flacidez vendidos Exclusivamente pela internet:
Top 1: Cell Repair

Leia também: Creme firmador funciona

Cell Repair tem uma formulá exclusiva onde através de um soro suave e com absorção rápida, estimula a pele produzir colágeno o que retarda o envelhecimento da pele, reduz rugas e marcas de expressão. Cell Repair é vendido exclusivamente pela internet através do seu site oficial. Se você quer saber mais sobre o produto, confira uma matéria completa (clique aqui).

Top 2: Lift Gold

Já o Lift Gold é composto do famoso sérum facial multifuncional, onde o seu diferencial é uma hidratação profunda da pele e um efeito instantâneo. Por ter esse efeito instantâneo que dura algumas horas, o Lift Gold, virou o queridinho das famosas. Procure no youtube e você vai se assustar com o tanto de vídeo de blogueiras e famosas que estão utilizando.

O produto é vendido apenas através do seu site oficial, se você tem interesse em conhecer melhor, clique no botão abaixo ou acesse www.liftgold.com.br

Outros encontrados em farmácias:

Neovadiol Gf Noite Vichy;
Retises CT Creme Hidratante Antienvelhecimento;
Creme Firmador Facial Bel Col;
Lierac Liftissime Gel-Creme para Pescoço;
Substiane UV La Roche Posay;
Creme anti-idade Avène Sèrènage;
Sisley Creme Pour Le Cou para Pescoço;
Melitina Creme Facial;
Roc Pro-Define Creme;
Dove Deo Firmador Intense;
Loção Hidratante Firmador Nivea;
Creme Corporal Nutralift ADCOS;
Cicatricure Creme Corporal;
Gel Corporal Bio-Médicin;
Creme Valmari Slim Sculpt
Cuidados com cremes para flacidez
Os melhores cremes para flacidez possuem ativos intensos que atuam na pele, portanto tenha certeza de que você não tem alergia a algum componente presente na fórmula. Isso você pode ver com seu médico para não ter erro! Ele também vai te ajudar a escolher qual o melhor creme ou loção para seu caso.

Além do uso de cremes, você também pode cuidar da sua flacidez através de uma boa alimentação e prática de exercícios físicos, assim você cuida do problema atual e evita que mais áreas sejam afetadas novamente por flacidez. Cuide-se.

Cuidados para quem esta sofrendo com problemas sexuais

Tratamentos médicos

Se essas soluções naturais não se mostrarem eficazes, consulte um médico que possa ajudá-lo a determinar qual solução médica melhor se adequará. Eles serão capazes de explicar os riscos e benefícios de cada um desses tratamentos e irão considerar suas preferências e histórico médico. Considere também a opinião do seu parceiro. Porque a sua compreensão e apoio irão garantir a sua eficácia.

Tratamentos orais

Medicamentos orais são um tratamento eficaz para a disfunção erétil em muitos homens.

Existem soluções que não exigem prescrição médica. Este é o caso de pílulas como Male Extra, que impedem ereções suaves. E até mesmo agir como um poderoso afrodisíaco.

Você também pode recorrer ao tratamento disponível apenas sob prescrição médica . Os mais conhecidos são o Viagra, o Cialis e o Levitra. Composto por um ingrediente ativo potente que vai jogar em seu óxido nítrico, eles irão ajudá-lo a relaxar os músculos do seu pênis. Mas também para promover o influxo de sangue para o seu sexo. Tenha cuidado, porém, como eles só são eficazes se você for sexualmente estimulado. Eles não agem automaticamente.

Os tratamentos orais podem, de fato, amplificar o sinal enviado pela liberação de óxido nítrico para o cérebro. E assim melhora o seu desempenho sexual, permitindo que você se dobre mais. Mas também mais.

A dosagem varia. Idem para a duração do tratamento e seus efeitos colaterais potenciais. Você pode realmente experimentar ondas de calor, congestão nasal, enxaquecas. Mas também distúrbios da vida, dor nas costas ou distúrbios digestivos.

Seu médico irá considerar sua história para determinar qual droga será mais eficaz. Mas também para ajudá-lo a encontrar a dose certa.

E se você quiser conhecer um estimulante que realmente funciona, conheça um chamado Tauron.

Injeções

Você também pode optar por um tratamento oral para tratar sua ereção macia. Em particular, uma auto-injeção de alprostadil. Ele consistirá em injetar esse ingrediente ativo com uma agulha fina na base ou na lateral do seu sexo. Cada injeção é administrada para criar uma ereção que não exceda uma hora. Como a agulha usada é muito fina, a dor no local da injeção é geralmente menor.

Os efeitos colaterais podem incluir sangramento leve no momento da injeção. Mas também uma ereção

anormalmente longo (ou priapismo). E, mais raramente, a formação de tecido fibroso onde você empurrou a agulha.

Supositórios uretrais

Terapia intra-uretral envolve colocar um pequeno supositório contendo alprostadil dentro do seu pênis. No nível da sua uretra. Você precisará usar um aplicador especial para inserir o supositório.

A ereção deve ocorrer após 10 minutos. E durar entre meia hora e uma hora. Os efeitos colaterais podem se manifestar como dor, sangramento na sua uretra. Mas também formando tecido fibroso dentro do seu pênis.

Conclusão: o que fazer se você tem ereções moles?

Lendo este artigo, você pode ver que um problema de ereção suave não é fatal . E que existem muitas soluções disponíveis, naturais e médicas, para encontrar uma função erétil normal.

A primeira coisa a fazer é tentar entender a causa. Com a ajuda de um médico, se necessário. Primeiro, volte para soluções naturais, seguindo as dicas deste artigo. Que você também pode aplicar preventivamente.

Se o problema persistir, marque uma consulta com seu médico . Embora este passo possa ser difícil. Ele sozinho pode prescrever uma solução adequada. E ajude você a adotar os reflexos certos e a dosagem certa.

De qualquer forma, não mantenha esse problema por si mesmo e tente conversar com seu parceiro sobre isso. Além disso, uma ereção suave não impede que você tenha uma vida sexual. E até mesmo para penetrar seu parceiro.

O sexo para homens é tão importante?

Como qualificar a importância de relacionamentos íntimos para homens? Como o gênero masculino fala sobre sexo? Por que as pessoas dizem que os homens pensam com o pênis e não com o cérebro e, acima de tudo, é verdade?

Olá a todas as senhoras e bem-vindo ao site para entender melhor os homens. Para todos aqueles que ainda não me conhecem, sou treinador de amor e meu nome é Alexandre Cormont. Eu criei uma agência de coaching e vários sites em torno de casos de amor, como sedução, reconquista e namoro. Eu acompanhei milhares de mulheres em coaching personalizado e trabalhei em muitas questões relacionadas ao sexo e o lugar que elas têm para os homens dentro do casal.

É claro que não devemos generalizar porque cada indivíduo tem seu comportamento, mas você descobrirá nesta página o melhor conselho para saber como se comportar na cama com um homem, quais são as fantasias masculinas mais comuns, mas também como você pode desenvolver libido do seu homem para torná-lo completamente “louco”. Costumo repetir que um casal quebra aproximadamente metade da boa comunicação e a outra metade do sexo satisfatório. É realmente o motor do seu relacionamento diário e é por isso que você absolutamente tem que fazer tudo para atender às suas necessidades.

Se você quiser encontrar soluções para seus problemas ou apenas entender melhor o que o sexo significa para os homens, então eu convido você não apenas a ler este artigo na íntegra, mas especialmente a deixar suas perguntas ou depoimentos nos comentários localizados. na parte inferior da página, terei prazer em responder e orientá-lo. Esta é também uma ótima maneira de compartilhar suas experiências e trocar com vocês, senhoras!

Leia mais sobre o estimulante sexual masculino Big Size.

Para uma vida sexual satisfatória você tem que pensar prazer antes do desempenho

A primeira pergunta que posso ler em suas muitas mensagens é “Como se comportar na cama com um homem? “. Eu não acredito que exista uma ciência exata sobre as relações sexuais, assim como em outras áreas da vida amorosa. Não há normalidade sexual porque o que pode parecer incongruente para o seu próximo pode não ser para você e vice-versa. Mas sempre há ferramentas e dicas que podem ajudá-lo a desenvolver seu comportamento na cama com um homem, porque o mais importante é estar no mesmo comprimento de onda que seu parceiro e tomar, mas especialmente para compartilhar o prazer.

Meu primeiro conselho será, portanto, dizer-lhe para sempre procurar osmose, evitando uma fixação na perfeição e “desempenho”. Ao contrário, para aproveitar ao máximo o prazer, é melhor deixar suas intuições assumirem e deixar você ir completamente. Não há nada melhor do que deixar esquecer suas imperfeições ou defeitos físicos e se concentrar no momento presente, aproveitando e certificando-se de que seu homem se sente bem. Nunca esqueça o que dar para receber, e isso também é o caso sexualmente.

Para saber como se comportar na cama com um homem sem colocar muita pressão, é essencialmente necessário sentir uma forte excitação, de modo que não seja apenas fazer amor para dar ou sentir prazer, mas realmente querer um forma de compartilhamento. Portanto, é necessário fazer tudo para excitar seu homem e fazê-lo querer fazer você amar, mas também relaxar seus sentidos.

5 Principais Causas de Rugas e Linhas de Expressão – E Como Evitar

5 Principais Causas de Rugas e Linhas de Expressão – E Como Evitar

Dormir de barriga para cima e usar óculos são alguns dos hábitos que previnem rugas

Você acha que só os cremes são capazes de evitar os sulcos e linhas finas que se formam no rosto, colo e pescoço? Saiba que os movimentos faciais carregados de tensão ou a posição que você dorme também contribuem para a formação de rugas. Ao fazer força na musculação, por exemplo, é comum contrair a face e colocar a tensão nos músculos errados. Além disso, algumas emoções ou um tique nervoso nos fazem franzir a testa, puxar a boca para baixo ou torcer o nariz.

“O que piora as rugas e os sulcos são os movimentos involuntários e repetitivos”, explica a especialista em ginástica facial Bartira Bravo, de São Paulo. E, sem que você perceba, sua pele vai ficando com uma fisionomia mais cansada.

Mas você não precisa deixar de se expressar para manter a pele lisinha. Basta evitar a sobrecarrega os músculos. Confira as dicas abaixo para aprender a fazer isso e deixar sua pele jovem por mais tempo.

Durma de barriga para cima

Mulher dormindo de barriga para cima – foto: Getty Images
Dormir com a cara enfiada no travesseiro ou até mesmo de lado, comprimindo a lateral do rosto, pode favorecer a formação de linhas de expressão. “Passar oito horas por dia, por vários e vários anos, na mesma posição causa as chamadas rugas de travesseiro” explica a dermatologista Maria Paula Del Nero, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Deitar-se de lado provoca a formação de sulcos no queixo e bochecha. “Isso explica porque algumas pessoas têm mais rugas de um lado do rosto”, lembra a especialista. A região do colo e pescoço também sofre com essa posição, pois também há a sobrecarga da musculatura. Já dormir de bruços predispõe às marcas na testa. Principalmente em quem já tem a pele e a musculatura do rosto mais flácidas.

Leia também: Creme para rugas anvisa

Dormir de barriga para cima e caprichar na hidratação dessas áreas garante que a pele acorde e permaneça lisinha.

Você precisa de óculos?

Problemas de visão – foto: Getty Images
Você é daqueles que fica franzindo os olhos na frente do computador? Saiba que além de prejudicar sua visão esse hábito pode aumentar suas linhas de expressão.

“Quando você tem um problema de vista e não usa os óculos corretamente, a tendência é ajustar o ângulo de visão fechando as pálpebras e contraindo os músculos da face, principalmente da testa” explica Maria Paula. Com o tempo essas marcas se tornam permanentes.

A solução é bastante simples: basta consultar um oftalmologista, escolher os óculos ideais e parar de fazer careta.

Olha o sol!

Sensibilidade dos olhos ao sol – foto: Getty Images
As rugas pela falta de óculos de sol surgem da mesma maneira que as marquinhas pela falta de óculos de grau. “Nesse caso, as linhas de expressão tornam-se mais evidentes porque os músculos se tensionam para deixar os olhos semicerrados e protegidos da radiação solar”, explica Bartira Bravo.

Comprar um óculos de sol de boa qualidade, que impede que você tencione seus músculos e protege seus olhos da radiação, já resolve o problema.

Pare de fumar

Mulher fumando – foto: Getty Images
O cigarro libera inúmeras substâncias que causam o envelhecimento precoce da pele. As toxinas liberadas na corrente sanguínea destroem as fibras de colágeno, responsáveis pela sustentação da pele.

“Mas, além disso, fazer biquinho por muitos anos causa a formação de rugas ao redor da boca, típicas de fumantes”, explica Maria Paula.

Essas linhas são causadas pela movimentação frequente da musculatura que contorna os lábios, e acaba deixando a pele marcada. “Cerca de 80% das pessoas que fumam acabam tendo essas rugas ao redor dos lábios”, aponta a dermatologista.

Leia também: Skin renov Anvisa

Libere as tensões

Mulher tensa – foto: Getty Images
A testa é um ponto em que a tensão é descarregada com frequência. “Essa emoção causa uma contração bastante intensa do músculo, capaz de deixar a pele marcada com o passar dos anos”, explica Bartira Bravo.

Ao contrário, rir bastante promove uma contração mais leve da musculatura facial e ainda libera endorfinas, hormônio que dá vitalidade à pele. A ginástica facial também é aliada, pois tonifica a musculatura e evita rugas de flacidez.

Vá ao dentista

Mulher no dentista – foto: Getty Images
Uma mordida muito forte, causada por disfunções da articulação da mandíbula, pode cansar a musculatura facial com o tempo e causar a formação de rugas de expressão. “Nesses casos, a primeira coisa a fazer é procurar um dentista especializado, para depois tentar atenuar as marquinhas que você já tem”, orienta Bartira.

Cuidado com os esforços

Mulher fazendo esforço – foto: Getty Images
“Ao fazer algum movimento que demande um grande esforço, como a musculação ou o abdominal, é praticamente inevitável fazer uma careta. Se você faz isso com frequência, a pele tende a ficar com as marcas desse esforço”, explica Maria Paula. “Apesar de ser um ato tanto quanto reflexo, ao criar a consciência do gesto, fica mais fácil impedi-lo”, comenta a especialista