Autor: super-admin

Causas de alguns problemas sexuais.

Causas

Fatores contextuais e psicológicos podem contribuir para distúrbios do orgasmo. Entre eles estão:

 

relações sexuais que param sistematicamente antes que a mulher atinja o orgasmo (como no caso da ejaculação precoce do homem);

preliminar insuficiente;

Em um ou ambos os parceiros, falta de compreensão do funcionamento dos genitais;

má comunicação sobre sexo (por exemplo, sobre o tipo de estímulo que uma pessoa gosta);

problemas no casal, como conflitos não resolvidos e falta de confiança;

ansiedade sobre o desempenho sexual;

medo de deixar ir, tornar-se vulnerável e não se controlar (o que pode ser parte do medo de não controlar todos os aspectos da vida ou uma tendência geral de manter as emoções ocultas);

experiência física ou emocional traumática e / ou traumática, como abuso sexual;

distúrbios psicológicos (como depressão)

Os distúrbios físicos também contribuem para os distúrbios do orgasmo. Isto diz respeito a danos nos nervos (resultantes de diabetes, lesão medular ou esclerose múltipla) e malformações genitais.

Certos medicamentos, incluindo os inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRSs, um tipo de antidepressivo, drogas usadas para tratar a depressão ), podem inibir particularmente o orgasmo.

Conheça o melhor blog sobre impotência que conhecemos.

Tratamento

O médico incentiva a mulher a aprender que tipo de carinho lhe dá prazer e a se excitar praticando a autoestimulação (masturbação). Outras técnicas que podem ajudar incluem métodos de relaxamento e exercícios de foco sensíveis. Como parte dos exercícios de foco sensorial, os parceiros, por sua vez, se tocam em formas destinadas a proporcionar prazer ( Transtornos da Excitação Sexual: Tratamento ). Os casais podem tentar mais estímulos, ou em diferentes formas, como um vibrador, fantasias ou filmes eróticos. Usar um vibrador é particularmente útil no caso de uma lesão nervosa.

Fornecer informações sobre a função sexual também ajuda. Em algumas mulheres, a criação de estimulação clitoriana é suficiente.

Terapias psicológicas, como a terapia cognitivo-comportamental e terapia cognitiva baseada na atenção plena (MBCT, tratamento ), pode ajudar as mulheres a identificar e gerenciar seu medo de perder o controle, o medo de ser vulnerável ou outro questões de confiança para com o parceiro. A psicoterapia é um ótimo recurso para mulheres que foram abusadas sexualmente ou que têm distúrbios psicológicos, como o MBCT. A prática da atenção plena (focalizando o que está acontecendo no momento) pode ajudar a mulher a se concentrar nas sensações sexuais sem fazer julgamentos ou monitorar o que está acontecendo.

Se um ISRS estiver envolvido, adicionar bupropiona (diferentes tipos de antidepressivos) pode ajudar. Ou outro antidepressivo pode ser substituído. Tem sido demonstrado que, se a mulher deixa de ter orgasmos enquanto toma SSRIs, o sildenafil permite que ela experimente orgasmos novamente.

3 dietas muito eficazes para perder peso

3 dietas muito eficazes para perder peso

Para perder peso é fundamental estar focado e ser consciente de que as dietas eficazes e saudáveis não são soluções imediatas, mas sim algo que levam tempo.
Prevenir a obesidade infantil é possível. Saiba como!
Benefícios do chá vermelho para emagrecer
Opinião da ciência sobre as dietas para perder peso

0
Compartilhado

As dietas milagrosas não existem e podem, inclusive, ser prejudiciais para a nossa saúde, além de causar o temido efeito rebote na maioria dos casos.

Neste artigo iremos apresentar três dietas muito eficazes para perder peso, mas mantendo sempre a saúde, de maneira progressiva, equilibrada e sem sofrimentos. Conheça-as a seguir.

As dietas que realmente funcionam
Para que uma dieta seja saudável e eficaz temos que esquecer a ideia de passar fome, fazer grandes sacrifícios, ficarmos obcecados com calorias, abusar dos alimentos light, etc. Também temos que renunciar à necessidade de obter grandes resultados em poucos dias.

As dietas que realmente funcionam são progressivas e nos permitem perder peso ao mesmo tempo em que nos sentimos com mais vitalidade, menos problemas de saúde e melhor humor. Nosso corpo inclusive emagrece de maneira mais proporcional.

A chave destas dietas está na maneira de comer. Oferecemos a seguir três opções de dieta que permitem notar mudanças em poucos dias, mas que se forem seguidas com paciência e perseverança, ajudarão a alcançar o peso ideal sem sofrimento e de forma duradoura e sustentável.

A dieta com menos carboidratos
Muitos nutricionistas recomendam reduzir os hidratos de carbono das dietas, já que eles oferecem uma energia que, se não for queimada pelo organismo, é transforma em depósito de gordura.

Além disso, hoje em dia consumimos uma quantidade exagerada de carboidratos, que para piorar a situação, são refinados e de má qualidade.

Nesta dieta iremos eliminar completamente as farinhas brancas e os alimentos elaborados com elas (pães, massas e bolos, por exemplo).

Além disso, também não deveríamos consumir alimentos feitos com farinha integral, já que hoje em dia eles costumam ser elaborados com uma boa parte de farinha branca, e acabam contribuindo para o sobrepeso da mesma forma.

No lugar delas, podemos consumir pequenas quantidades de cereais integrais:

Arroz;
Aveia;
Quinoa;
Painço;
Amaranto.
Estas pequenas porções de cereais integrais devem ser consumidas no café da manhã e no almoço, mas nunca no jantar.

Nesta dieta, por outro lado, iremos aumentar o consumo de proteínas e gorduras, ainda que a inclusão destas últimas possa nos surpreender. Iremos escolher sempre alimentos naturais, sem processar, de boa qualidade e fácil digestão.

No caso das proteínas:

Carnes brancas, de preferência orgânicas;
Peixes;
Queijos magros;
Ovos;
Leguminosas;
Frutos secos (um punhado por dia) e sementes.
No caso das gorduras:

Leia também: Phytophen Anvisa

Azeite de oliva, óleo de linhaça, de coco, de gérmen de trigo ou de gergelim;
Abacate;
Frutos secos (um punhado por dia) e sementes.
Leia também: 9 razões para comer abacate

A dieta do “cuidado com o jantar”

Esta dieta consiste em comer de maneira equilibrada durante o dia, além de prestar uma atenção especial ao jantar, já que esta última refeição do dia é a que mais contribui para o sobrepeso.

Leia também: Como emagrecer

Durante o dia devemos comer com moderação, sem abusar de nenhum alimento e com pequenas exceções eventuais. No entanto, devemos ser rigorosos com as seguintes indicações:

Devemos jantar antes das oito horas da noite. Se acaso você ficar com fome depois, tome um chá ou coma uma maçã antes de deitar.
O jantar sempre irá conter um primeiro prato vegetal (salada, verduras, cremes ou sopas) e uma porção de proteína magra (ovos, peixes ou carnes magras) grelhada ou feita no forno. De sobremesa, se quisermos, podemos comer uma maçã ou uma pera.
Se nos mantivermos firmes com estas recomendações, podemos observar como iremos perder peso de maneira gradual, já que durante a noite o nosso corpo tende a eliminar toxinas e se equilibrar, sempre que não tenha que estar digerindo as calorias extras do jantar.

Leia também: 9 jantares rápidos para perder peso

A dieta das porções

Esta dieta se baseia na ideia de que, se engordamos, é porque comemos demais. Nós podemos nos permitir pequenas exceções de vez em quando, sempre que mantenhamos as quantidades moderadas.

Nestes casos, a luta principal é para quem come por ansiedade e de forma compulsiva. No entanto, esta dieta é muito adequada para quem consegue controlar bem a quantidade de comida que ingere.

Leia também: Kifina anvisa

Podemos fazer 5 refeições ao dia, mas é fundamental que nunca nos sintamos cheios. Temos que nos manter sempre com a sensação de que ainda poderíamos comer um pouco mais, como uma sobremesa por exemplo. No entanto, já nos sentimos satisfeitos sem esta quantidade extra.

Uma maneira de evitar a vontade de comer demais é nos acostumarmos a tomar um chá digestivo após a refeição, que nos dará uma sensação de saciedade.

Para esta dieta, devemos nos acostumar a colocar a comida sempre em um único prato. Dessa forma, a porção colocada no prato é a que comeremos, e não nos daremos a opção de repetir.

Temos que entender a comida como uma maneira de atenuar a fome. Se mastigarmos bem os alimentos veremos que, na verdade, nosso corpo não precisa de grandes quantidades, mas sim de digeri-las e assimilá-las de uma forma melhor.

Impotência Sexual

Impotência Sexual

VIDA MODERNA
Estresse causa impotência sexual mais cedo nos homens
A vida moderna e o estresse estão causando impotência sexual cada vez mais cedo nos homens, em quase todo o mundo. Este é um dos temas mais discutidos, atualmente, em congressos internacionais, ou seja, a precocidade com que a impotência está atingindo as pessoas. Há alguns anos, os casos de impotência começavam a ser mais frequentes aos 45 anos de idade. Hoje, os problemas já aparecem mais intensamente aos 35.

Uma das principais razões da precocidade da impotência é o estresse. E segundo estudos, 48% dos homens impotentes têm estresse.

A tensão da vida diária diminui substâncias químicas que agem positivamente no organismo, como hormônios, neurotransmissores e sais minerais, o que acaba gerando problemas de saúde desde dores de cabeça, desconfortos musculares, depressão, cansaço físico e sexual, além de doenças glandulares como hipotiroidismo, entre outros.

A falta de substâncias essenciais para o bom funcionamento do corpo, causada pelo estresse, também já está mudando o perfil do homem impotente. Cada vez mais a impotência está tendo causas orgânicas e não psicológicas, como era mais comum.

Antes de tudo, é preciso diagnosticar o que está acontecendo com o corpo do homem para fazer o tratamento adequado. Para diferenciar as causas mistas das orgânicas, é necessário o exame computadorizado em uso pela Universidade de Minnesota e também pelo Núcleo de Sexologia em Curitiba.

Leia também: comprar remédios para ereção

Feito o diagnóstico, o tratamento é clínico e fisioterápico. Existem, porém, formas de prevenir essas alterações de rigidez peniana.

Dosagens de sais minerais assim como de vitaminas podem ser feitas no teste de fio de cabelo. E exercícios evitam a flacidez dos músculos que seguram o pênis no seu ângulo correto. Há exercícios físicos que podem ser feitos para fortalecer a musculatura da região pélvica e, assim, prevenir a impotência.

Alguns destes exercícios consistem em contrair a musculatura situada entre o ânus e a bolsa escrotal, dez vezes ao dia. Além disso, com o pênis ereto, o homem pode exercitá-lo, aproximando-o do abdôme

Ejaculação precoce: como resolver e os melhores tratamentos

Ejaculação precoce: como resolver e os melhores tratamentos

A ejaculação precoce é uma forma de disfunção sexual que pode afetar a qualidade da vida sexual de um homem. É caracterizada quando um orgasmo ou “clímax” ocorre mais cedo do que o desejado.

A ejaculação precoce ocorre quando um homem ejacula mais cedo durante a relação sexual do que ele ou seu parceiro gostariam. A ejaculação precoce é uma queixa sexual comum. Estima-se que 1 em cada 3 homens tenham esse problema em algum momento da sua vida adulta.

Quando se preocupar?
Tempo pode significar absolutamente tudo na cama. Se você está chegando ao clímax mais cedo do que você e sua parceira gostariam, o sexo provavelmente não está sendo satisfatório para nenhum de vocês.

A ejaculação precoce pode ser frustrante, embaraçosa e causar desconforto na relação, muitas vezes prejudicando a saúde do relacionamento.

Disfunção sexual
Enquanto ela acontece com pouca freqüência, não é motivo de preocupação. No entanto, a ejaculação precoce pode ser uma disfunção se você:

Sempre ou quase sempre ejacula dentro de um minuto de penetração;
É incapaz de atrasar a ejaculação durante o ato sexual durante quase todo o tempo;
Sente-se angustiado e frustrado, e tende a evitar a intimidade sexual como resultado.
Fatores psicológicos e biológicos podem desempenhar um papel na ejaculação precoce. Embora muitos homens se sintam envergonhados de falar sobre isso, a ejaculação precoce é uma condição comum e tratável. Medicamentos, psicoterapia e técnicas sexuais que atrasam a ejaculação – ou uma combinação deles – podem ajudar a melhorar o sexo para você e sua parceira.

Sintomas da Ejaculação Precoce
O principal sintoma da ejaculação precoce é a incapacidade de retardar a ejaculação por mais de um minuto após a penetração. No entanto, o problema pode ocorrer em todas as situações sexuais, mesmo durante a masturbação.

A ejaculação precoce pode ser classificada como:

Ao longo da vida (primário). Ejaculação precoce ao longo da vida ocorre todo ou quase todo o tempo começando com seus primeiros encontros sexuais.
Adquirida (secundária). A ejaculação precoce adquirida se desenvolve depois que você teve experiências sexuais anteriores sem problemas ejaculatórios.
Muitos homens sentem que têm sintomas de ejaculação precoce, mas os sintomas não atendem aos critérios diagnósticos para esta disfunção sexual. Em vez disso, esses homens podem ter ejaculação precoce variável natural, que inclui períodos de ejaculação rápida, bem como períodos de ejaculação normal.

Causas
A causa exata da ejaculação precoce não é conhecida. Embora já tenha sido considerado exclusivamente psicológico, os médicos agora sabem que a ejaculação precoce envolve uma complexa interação de fatores psicológicos e biológicos.

Causas psicológicas
Fatores psicológicos que podem desempenhar um papel incluem:

Experiências sexuais precoces;
Relações amorosas mal sucedidas;
Abuso sexual;
Imagem corporal distorcida ou timidez;
Depressão;
Preocupação com a ejaculação precoce;
Medo de engravidar a parceira ou de não satisfazê-la completamente;
Problemas profissionais que possam causar preocupação excessiva;
Sentimentos de culpa que aumentam sua tendência a se apressar em encontros sexuais.
Outros fatores que podem desempenhar um papel incluem:

Disfunção erétil
Homens que estão ansiosos em obter ou manter uma ereção durante a relação sexual podem formar um padrão de pressa para ejacular, o que pode ser difícil de mudar.

Ansiedade
Muitos homens com ejaculação precoce também têm problemas de ansiedade – seja especificamente sobre o desempenho sexual ou relacionados a outras questões.

Problemas de relacionamento
Se você teve relações sexuais satisfatórias com outros parceiros em que a ejaculação precoce ocorreu com pouca frequência ou não, é possível que questões interpessoais entre você e seu parceiro atual estejam contribuindo para o problema.

Causas biológicas
Vários fatores biológicos podem contribuir para a ejaculação precoce, incluindo:

Níveis hormonais anormais;
Níveis anormais de substâncias químicas cerebrais chamadas neurotransmissores;
Inflamação e infecção da próstata ou uretra;
Genética e condições hereditárias;
Diabetes (pacientes com diabetes podem apresentar problema na sua potência sexual)
Fatores de risco
Vários fatores podem aumentar o risco de ejaculação precoce, incluindo:

Disfunção erétil. Você pode estar em risco aumentado de ejaculação precoce, se ocasionalmente ou consistentemente tiver dificuldade em obter ou manter uma ereção. O medo de perder sua ereção pode fazer com que você se apresse consciente ou inconscientemente em encontros sexuais.

Estresse. A tensão emocional ou mental em qualquer área da sua vida pode desempenhar um papel na ejaculação precoce, limitando sua capacidade de relaxar e se concentrar durante os encontros sexuais.

Complicações
A ejaculação precoce pode causar problemas em sua vida pessoal, incluindo:

Problemas de estresse e relacionamento. Uma complicação comum da ejaculação precoce é o estresse no relacionamento, falta de comunicação, brigas e em alguns casos a separação.

Problemas de fertilidade. A ejaculação precoce pode ocasionalmente dificultar a fertilização para casais que estão tentando engravidar se a ejaculação não ocorrer intravaginalmente.

Tratamento
Na maioria dos casos, há uma causa psicológica e o prognóstico é bom. Se o problema ocorre no início de uma nova parceria sexual, as dificuldades geralmente se resolvem à medida que o relacionamento continua.

Se, no entanto, o problema for mais persistente, os médicos podem recomendar aconselhamento de um psicólogo especializado em relações sexuais, terapia sexual ou terapia de casal.

95% dos homens são ajudados por psicoterapia e técnicas comportamentais que ajudam a controlar a ejaculação.

Intervenção medicamentosa
Nenhum medicamento é oficialmente licenciado para o tratamento de ejaculação precoce, mas alguns antidepressivos podem ajudar, uma vez que apresentam o efeito colateral de retardar a ejaculação, porque aumentam a quantidade de serotonina no cérebro.

Um médico provavelmente não prescreverá qualquer medicamento antes de fazer uma anamnese sexual detalhada para chegar a um diagnóstico claro de ejaculação precoce. Tratamentos medicamentosos podem ter efeitos adversos, e os pacientes devem sempre discutir com um médico antes de usar qualquer medicação.

A dapoxetina é usada em muitos países para tratar alguns tipos de ejaculações precoces primárias e secundárias. A dapoxetina é um fármaco que pertence à mesma classe da fluoxetina, sendo considerado um inibidor seletivo da recaptação da serotonina. No entanto, certos critérios devem ser atendidos.

Pode ser usado se:

O sexo vaginal dura menos de 2 minutos antes da ejaculação ocorrer;
A ejaculação persistentemente ou recorrentemente acontece após muito pouco estímulo sexual e antes, durante ou logo após a penetração inicial, e antes que ele deseje chegar ao clímax;
Há acentuada aflição pessoal ou dificuldade interpessoal por causa da disfunção;
Há pouco controle sobre a ejaculação;
A maioria das tentativas de relação sexual nos últimos 6 meses envolveu a ejaculação precoce
Os efeitos colaterais da dapoxetina incluem náusea, diarréia, tontura e dor de cabeça.

Medicamentos tópicos
Algumas alternativas tópicas podem ser aplicadas ao pênis antes do sexo, com ou sem preservativo. Esses cremes anestésicos locais reduzem a estimulação.

Exemplos incluem lidocaína ou prilocaína, que podem melhorar a quantidade de tempo antes da ejaculação.

No entanto, o uso prolongado de anestésicos pode resultar em dormência e perda de ereção. A sensação reduzida criada pelos cremes pode não ser aceitável para o homem, e a dormência também pode afetar a mulher

Exercícios e técnicas complementares
Pare e comece: trabalhe em conjunto com seu parceiro(a). Vocês devem estimular seu pênis até que você sinta que vai ter um orgasmo. Pare a excitação por cerca de 30 segundos ou até que a sensação passe. Comece a estimulação novamente e repita três ou quatro vezes antes de realmente ejacular.

Aperto: Funciona da mesma forma que o método anterior. Mas, quando você sente que está chegando ao orgasmo, você ou seu parceiro apertam a cabeça do seu pênis até perder a ereção. Repita isso algumas vezes antes de ejacular.

Fortaleça os músculos: músculos do assoalho pélvico fracos, por vezes, contribuem para o ejaculação precoce. Exercícios de Kegel podem ajudar a fortalecê-los. Encontre os músculos certos para apertar, parando sua urina no meio do caminho. Segure-os firmemente por 3 segundos e depois solte-os por 3 segundos. Faça isso 10 vezes, pelo menos 3 vezes ao dia.

Use um preservativo: pode reduzir a sensibilidade o suficiente para que você possa durar mais tempo.

Ocupe-se antes de se “ocupar”: alguns homens acham que se masturbar algumas horas antes do sexo os ajuda a permanecer no controle durante o ato sexual.

Leia também: Aumento peniano funciona

Alguns homens acreditam que, se pensarem em outra coisa durante o sexo, podem durar mais tempo.

Como a psicologia pode ajudar?
Se você identificou algum dos sintomas ou causas listadas acima, busque a orientação de um psicólogo ou psiquiatra. Eles podem ajudar você a lidar com problemas como depressão, ansiedade ou estresse que podem estar contribuindo para o seu desempenho sexual.

Se o seu relacionamento é afetado, falar sobre o problema é um primeiro passo importante. Um bom psicólogo ou terapeuta sexual pode ser capaz de ajudar. Agende sua consulta hoje mesmo e leve uma vida sexual feliz e saudável. Afinal, sexo é vida!

COMO AVALIAR UMA DISFUNÇÃO SEXUAL RELACIONADA À IDADE EM HUMANOS?

Os principais fatores biológicos que contribuem para a disfunção sexual nos homens são distúrbios cardiovasculares e metabólicos e problemas urogenitais, especialmente os prostáticos. Psicologicamente, ansiedade de desempenho e depressão são os fatores mais comumente descritos.

A prevalência aproxima-se de 10% em homens com idade entre 40 e 70 anos e aumenta com a idade ou em populações de risco, como diabéticos ou obesos.

Essa síndrome deve ser reconhecida porque está associada a um comprometimento significativo da qualidade de vida e tem muitas conseqüências médicas, incluindo disfunção erétil e diminuição do desejo sexual. Esses distúrbios sexuais também são de particular importância, uma vez que só eles devem tornar a suspeita de SLOH.

Apenas 10% dos homens mais velhos com deficiência de testosterona recebem tratamento.

QUE MANEJO TERAPÊUTICO EM HUMANOS?

Muitas publicações descrevem a introdução do IPDE-5 como uma mudança importante no manejo terapêutico da disfunção erétil, não apenas para o paciente idoso, mas também para o adulto jovem.

Por outro lado, a especificidade da avaliação e do manejo dos distúrbios sexuais no homem idoso reside no fato de uma triagem sistemática de um possível SLOH pela determinação da testosterona total (pela manhã), em disfunção erétil ou diminuição do desejo sexual. Isso deve permitir uma melhor prevenção de distúrbios cardiovasculares e metabólicos, bem como uma possível substituição hormonal na ausência de contraindicações (principalmente vasculares e neoplásicas) e de acordo com a opinião de um especialista. 

Sabe-se que quando uma substituição de testosterona é prescrita, a libido é melhorada na maioria dos pacientes e a ereção em um dos dois pacientes. O efeito terapêutico pode levar até 24 semanas para manifestar e é favorável para a maioria dos sintomas da depressão SLOH excepto para os quais não há evidência suficiente para um efeito direto.

ESTRATÉGIA DE PESQUISA E CRITÉRIOS DE SELEÇÃO

Os dados utilizados para esta revisão foram identificados por uma pesquisa no Medlineartigos publicados em inglês ou francês desde 1985 no campo da medicina sexual, urologia, andrologia, endocrinologia, ginecologia. Os artigos foram incluídos na lista de referências, se apresentou uma abordagem original para cada seção principal da revista e incidiu sobre os seguintes temas: sexualidade e idade, menopausa, andropausa, disfunção sexual no envelhecimento. As duas principais palavras-chave utilizadas para pesquisa foram: “envelhecimento” e “sexualidade”. Um subconjunto de critérios foi usado simultaneamente com esses dois termos, ele incluiu as seguintes palavras-chave: “função sexual”, “disfunção sexual”, “sexualidade”, “envelhecimento”, “adultos mais velhos”, “meia-idade”, ” homens idosos, homens idosos, homens idosos, mulheres idosas, homens idosos, mulheres idosas, menopausa.

Conheça o melhor estimulante sexual masculino que se chama Forteviron.

DISCUSSÃO E CONCLUSÃO

A avaliação sexological de pacientes e pacientes mais velhos com distúrbios sexuais, e em geral em cada paciente idoso é de grande importância devido a potenciais comorbidades e impacto da disfunção sexual na qualidade de vida. Isto deve permitir detectar quaisquer doenças subjacentes e implementar terapias apropriadas.

SLOH parece ser uma causa comum de disfunção sexual em homens mais velhos. Senta-se sorrateiramente e pode levar a graves consequências para a saúde, como astenia, perda de energia vital, disfunção sexual, resistência à insulina.

diminuição instintiva relacionada com deficiência androgênica em ambos os sexos podem explicar em grande parte a diminuição do interesse sexual, embora em mulheres de outros fatores, psicossocial particular são. Isso muitas vezes cria um círculo vicioso com impacto negativo na auto-estima e na atividade sexual do casal. Nos casos de hipogonadismo e na ausência de contraindicações, incluindo a próstata, o endocrinologista pode prescrever terapia de reposição hormonal para humanos.

Em conclusão, o manejo de transtornos sexuais no idoso deve integrar uma abordagem interdisciplinar para a qual o praticante e o especialista se beneficiam do treinamento em medicina sexual.

Tamanho é documento? Veja as formas mais comuns de como aumentar o pênis

Tamanho é documento? Veja as formas mais comuns de como aumentar o pênis

Para muitos o aumento peniano é uma lenda, um mito. Para outros existem diversas técnicas e exercícios que realmente são capazes de fazer você ganhar alguns centímetros a mais para o seu membro. E você, acha que realmente existem formas de como aumentar o pênis?

O tamanho do pênis pode ser motivo de alegria ou de constrangimento. Alguns homens realmente acham que o motivo de não conseguirem satisfazer uma mulher está no tamanho de seu membro.

Uma pesquisa realizada em 2006 pela universidade da Califórnia apontou que apenas 55% dos homens estão felizes com o tamanho de seus pênis. Em contrapartida, o mesmo estudo mostra que 85% das mulheres estão satisfeitas com o tamanho do pinto de seus companheiros.

Mas então, por que os homens insistem tanto em buscar maneiras de como aumentar o pênis? A resposta pode não ser exatamente aquela que você gostaria de ouvir. Os homens buscam maneiras de aumentar o pinto porque não sabem como aproveitar todo o potencial de sua ferramenta. Você já vai entender.

No artigo de hoje vamos esclarecer se tamanho é mesmo documento e porque os homens buscam aumentar o tamanho do pinto. Também vamos falar quais os procedimentos mais comuns encontrados por aí e o que realmente funciona para você conseguir crescer alguns centímetros.

Tamanho é documento?
Sim, o tamanho do pênis é importante para as mulheres. Quem descobriu isso foram os pesquisadores da Califórnia e do Novo México.

Em um experimento, as mulheres elegeram entre 100 moldes diferentes de pênis aqueles que melhor poderiam satisfazê-las. O resultado foi que, para um sexo casual, as mulheres preferem pintos com média de 16,3 de cumprimento e 12,7 de espessura.

Já para um relacionamento sério, elas preferem pintos com média de 16 centímetros de comprimento e 12,2 de espessura.

Mas apesar da preferência feminina, isso não faz muita diferença na hora de dar prazer à elas (e agora que você vai entender porque eu disse que os homens não usam bem seus pênis).

Todo o canal vaginal é dotado de extrema sensibilidade, porém, ela é ainda maior logo em seus primeiros centímetros. O clítoris, aquele botão mágico que faz as mulheres gemerem alto, fica bem acima da entrada da vagina e se estende para dentro dela, bem perto da entrada.

Portanto, mesmo que seu guerreiro seja miniatura, você ainda é capaz de proporcionar muito prazer para sua parceira.

Na verdade, a espessura do seu membro talvez seja mais importante do que o tamanho em si. Quer dizer, quanto mais grosso ele for, maior a área de contato entre ele e a vagina. Logo, mais prazer a mulher sentirá durante a penetração. Capisce?

Por que os homens querem saber como aumentar o pênis?
Bom, acabamos de provar que não é um pênis grande que faz um homem talentoso. Mas apesar do que dizem as mulheres e do que as pesquisas comprovam, homens com um pênis maior são mais confiantes.

Essa relação, na verdade, se dá por causa da autoestima masculina. Na cultura de hoje, o pênis é associado ao poder, à masculinidade e à virilidade. Logo, um homem com pênis pequeno não é muito masculino, tampouco viril.

Para nós, homens, isso abala completamente nossa autoconfiança e nossa autoestima. Por isso muitas vezes nos preocupamos em como aumentar o pênis. E isso não é errado.

Mas será que o aumento peniano é realmente possível ou é apenas um mito? Para essa pergunta a resposta é exatamente a que você quer ouvir: sim, aumento peniano existe!

Principais formas de aumento peniano
Há diversos procedimento que você encontra se buscar “como aumentar o pênis” na internet. Mas é preciso ficar atento, pois nem todos são seguros e recomendados.

Cirurgia de aumento peniano
Existe uma série de procedimentos cirúrgicos de como aumentar o pênis. Porém, as cirurgias são indicadas apenas para homens que realmente possuem algum problema de desenvolvimento no membro.

Essas cirurgias geralmente são feitas em homens adultos, que já passaram totalmente da puberdade (período em que o órgão sexual se desenvolve) e que sofrem com o chamado micropênis.

Se no seu caso você busca o aumento peniano pela falta de confiança e autoestima, é bem provável que nenhum médico esteja disposto a fazer o procedimento. Isso porque é muito arriscado e delicado, e qualquer erro pode ser fatal e comprometer todo o funcionamento do membro.

Bombas de vácuo e aparelhos de alongamento
As bombas de vácuo são equipamentos que dão uma falsa sensação de crescimento. O que ela faz nada mais é do que aumentar o fluxo sanguíneo no pênis para dar a impressão de que ele é maior.

Já os aparelhos de alongamento prometem ser uma forma verdadeira de como aumentar o pênis. Mas podem ser um pouco arriscados. Em sua maioria, esses aparelhos consistem de pesos que são presos na base da glande e que fazem pressão no corpo do pênis para que ele alongue.

Além de exigir a prática constante para realmente ver resultados, o risco de haver lesões é muito significativo.

Comprimidos e gel para aumento peniano
A forma de ação dos compridos e dos géis de aumento peniano é semelhante a da bomba de vácuo. Tudo que eles fazem é aumentar a circulação sanguínea no pênis para que ele pareça maior e mais robusto, mas apenas enquanto o efeito do produto durar.

Embora o uso desses artifícios seja relativamente seguro, acho que você não vai querer ficar dependente de comprimidos ou outras coisas toda vez que quiser transar.

Exercícios para aumento peniano
Os exercícios de aumento peniano têm ficado muito populares, chegando a se tornar a primeira opção para quem deseja saber como aumentar o pênis. Isso porque além de não ter custo algum, eles são a forma mais segura de fazer seu pinto se destacar um pouco mais.

Listamos alguns dos mais eficazes e que têm apresentado melhores resultados. Os exercícios devem ser feitos com o pênis flácido e semirrígido (a tal da meia bomba), mas nunca totalmente em estado de ereção. Isso pode causar danos no seu lindo falo, e você não quer isso.

Alongamento normal
Segure no corpo do pênis, aproximadamente 1 centímetro abaixo da glande, e puxe-o ligeiramente para frente, de forma a sentir o pênis alongando, mas sem causar dor. Mantenha dessa forma por 20 ou 30 segundo e depois relaxe. Depois repita essa técnica puxando o pênis para cima, para baixo, para a direita e para a esquerda.

Leia também: Como aumentar o pênis de verdade

Alongamento invertido
Coloque o dedão de cada mão à aproximadamente 1 centímetro abaixo da glande e os outros dados por baixo do pênis, de forma a segurar o membro. Depois, puxe ligeiramente a pele para trás com o dedão, sem mexer os outros dedos, até sentir a pele alongando, mas sem causar dor. Mantenha dessa forma por 20 segundos. Relaxe e faça uma pausa de 5 segundos, tornando a repetir mais cinco vezes.

Alongamento rotativo
Use o indicador e o polegar de uma das mãos e agarre seu pênis à aproximadamente 1 centímetro da glande. Em seguida, puxe para fora até sentir uma ligeira pressão. Rode o pênis durante 10 ou 15 segundos para um lado e depois para o outro. Repita esses exercícios de cinco a dez vezes, rodando três vezes para cada lado.

Tenha em mente que ao realizar esses exercícios o resultado não é imediato. Não existe nenhuma fórmula milagrosa que vai te mostrar como aumentar o pênis de forma definitiva e instantânea. Portanto, é preciso praticar.

Sexo: 4 maneiras de melhorar rapidamente sua vida sexual

Sua vida sexual é lenta ou em queda livre? Depois de muitos anos de convivência, você se parece mais com dois colegas de quarto do que com dois amantes?

Para reavivar a chama e encontrar as suas travessuras tórridas do passado, leia o conselho dos nossos especialistas e relance a sua vida sexual em menos de 24 horas!

Melhore sua vida sexual fazendo do sexo uma prioridade

Se você é casado, tem filhos e uma agenda cheia de obrigações profissionais e sociais, sem mencionar o amontoado de contas esperando para ser pago, a vida sexual pode despencar na escala de prioridades. E esse é um dos piores erros que umcasal pode cometer, segundo Dawn Michael, sexóloga clínica, especialista em relacionamento e autora de Meu marido não vai ter sexo comigo .”Quando o sexo não é mais uma prioridade para um casal, ele acaba depois do resto. No entanto, se é essencial para ambos os parceiros, cada um deles assume a responsabilidade de iniciar um relacionamento sexual. Faça o pacto para investir-se completamente para apimentar sua vida sexual. “Quando você achar que ambos concordam em agir, isso lhe dará confiança suficiente para assumir a liderança e você terá mais chances de aceitar os avanços de seu parceiro”, diz Claudia. Seis, Sexóloga Clínica, Coach de Relações Emocionais e Autora de Integridade Erótica: Como Ser Verdadeiro Sexualmente . É também um sinal de que você não está esperando que o outro assuma a liderança, mas que juntos você está formando uma equipe.

Abrace-se apaixonadamente para melhorar sua vida sexual

No começo de um novo relacionamento , você pega sua mão antes do primeiro beijo. Logo, esse beijo apaixonado está se tornando cada vez mais raro com o desgaste do tempo e os caprichos da vida. “Um longo beijo de amor enquanto você está vestido pode nos lembrar das razões mais profundas para a nossa paixão um pelo outro e se tornar um poderoso gatilho para a atração sexual”, diz Rudi Rahbar, um psicólogo clínico. Para recomeçar a máquina, abrace-se languidamente pela manhã (6 segundos) ao sair para o trabalho.”Este beijo vai assombrá-lo durante todo o dia”, acrescenta Deb Castaldo, terapeuta conjugal e autor deRelacionamento REBOOT: Suporte Técnico para o Amor

Elogie-se frequentemente!

Não há nada melhor do que sentir-se amado e saber que nosso parceiro é atraído por nós – elogios realmente ajudam. “Isso nos lembra que ele ou ela continua a nos achar ao seu gosto, mesmo quando não estamos no nosso melhor. Nós nos sentimos desejados “, diz Rudi Rahbar. Elogios revivem sentimentos afetivos e reduzem conflitos e críticas. Comece nomeando as coisas que você gosta umas das outras. Você desenvolverá cumplicidade e encorajará um ao outro a ser mais aberto sexualmente.

Conheça o livro Destruidor de Ejaculação Precoce.

Feche todos os dispositivos eletrônicos

Em nosso universo tecnológico, permanecer conectado é mais importante do que nunca em um nível profissional e pessoal. Mas a dependência excessiva do telefone , computador e tablet pode sabotar nossa sexualidade e a intimidade do casal. “Esses dispositivos tornaram-se tão importantes para nós que somos capazes de interromper o sexo para responder a uma mensagem de texto ou e-mail”, diz Claudia Six. Mas não há nada que não possa esperar. Então, desligue seus telefones e computadores ou deixe-os fora do quarto se você quiser estar 100% presente para seu parceiro e lhe dar prazer. “

.

A nutricionista da rede Mundo Verde listou 10 produtos que ajudam a emagrecer com saúde

A nutricionista da rede Mundo Verde listou 10 produtos que ajudam a emagrecer com saúde

E deu dicas preciosas para melhorar os hábitos alimentares

Mas antes, anote essas dicas preciosas:

– Não levar em conta somente as calorias fornecidas pelos alimentos, mas sim atentar-se às escolhas alimentares corretas,

– Não deixe de tomar o café da manhã: ele deve ser leve e balanceado, contendo cereais integrais e frutas. Quem faz a refeição pela manhã se sente mais disposto e come menos ao longo do dia. Inclua 1 ovo cozido em seu café da manhã. Fonte de proteína, é uma excelente opção para prolongar a saciedade.

– Procure se alimentar em pequenas quantidades várias vezes ao dia: realize de 5 a 6 refeições, sem omitir nenhuma delas. Estabeleça horários regulares para realizá-las, respeitando o intervalo de até 3 horas entre uma e outra. Isso mantém o metabolismo ativo, aumenta o gasto de calorias e evita episódios de compulsão alimentar.

Leia também: Phytophen emagrece

– Inicie as principais refeições pelo consumo de saladas de hortaliças, pois são fontes de fibras que promovem saciedade. Mastigue bem os alimentos e realize suas refeições em locais tranquilos, pois isso favorece o processo de digestão.

– Consuma variedades de frutas, verduras e legumes. Além de ser ótimas fontes de vitaminas, minerais, antioxidantes, fibras e água, possuem baixo valor calórico e são refrescantes.

– Beba bastante líquido como água, chás e sucos naturais. Os sucos industrializados devem ser evitados, já que contêm corantes, conservantes, aromatizantes e açúcares. Procure dormir bem, pois com a privação do sono há aumento do hormônio cortisol, que estimula neurotransmissores da fome, aumentando a necessidade de ingestão alimentar.

Leia também: Fit Mzt bula

Alguns alimentos, quando incluídos no cardápio, podem auxiliar no emagrecimento. São 10 dicas de produtos que você pode encontrar com exclusividade, em alguns casos, na Unidade Bueno da loja Mundo Verde:

1 – Chás Verde e Chá de Hibisco

Chá Verde é fonte de substâncias antioxidantes flavonóides, catequinas, epigalocatequinas e quercetinas. Estudos mostram que o consumo regular de chá verde reduz o peso corporal e IMC (Índice de Massa Corporal), devido a sua ação antioxidante, antiinflamatória e termogênica (acelera o metabolismo, aumentando o gasto calórico).

O chá de hibisco auxilia no emagrecimento, pois estimula a queima de gordura corporal, facilita a digestão, regulariza o funcionamento do intestino e combate a retenção de líquido.

No chá temos enzimas e mucilagens (um tipo de fibra) que facilitam a digestão e diminuem a absorção de carboidratos e gorduras.

2 – Óleo de coco

O óleo de coco é capaz de reduzir o Índice de Massa Corporal (IMC), bem como a circunferência abdominal. Fonte de triglicerídeos de cadeia média (TCM), um tipo de gordura que é rapidamente absorvida e transportada para o fígado (onde se transforma em energia), o óleo de coco aumenta a termogênese, o que potencializa o gasto energético do organismo, além de causar saciedade.

Dica: adicione óleo de coco em sucos, vitaminas, iogurtes, molhos para saladas, torradas e tapioca! Também pode ser consumido na forma de cápsulas.

3 – Spirulina Havaiana

Além de vitaminas, minerais e fibras, ela é rica em proteínas que aumentam a liberação de hormônios relacionados à saciedade;

4 – Chia

Rica em fibras que promovem saciedade, reduz o apetite, além de ser fonte de ômega-3, aliado da saúde do coração;

5 – Colágeno

Proteína que combate rugas e a fragilidade óssea, enrijece os tecidos da pele, previne o surgimento de estrias e celulite, além de fortalecer as unhas e melhorar o aspecto dos cabelos;

6 – DrenAtive Mundo Verde Seleção

Feito com extrato de café verde e extrato de abacaxi, tem ação termogênica na saciedade e melhora a eliminação de líquidos, resultando em um corpo e pernas mais leves, tonificados e delineados;

7 – GlicoAtive Mundo Verde Seleção

Suplemento de magnésio, manganês e cromominerais, que estão envolvidos no metabolismo do açúcar e na secreção de insulina. Possui ainda extrato de canela, que tem ação hipoglicemiante. Auxilia no controle da glicemia e ajuda a diminuir a vontade de comer doces.

8 – LA Mundo Verde Seleção

À base de óleo de cártamo, que ajuda o organismo a queimar a gordura acumulada na região abdominal e estimula a liberação de substâncias relacionadas à redução de apetite;

9 – Shakes Mundo Verde Seleção

Fonte de proteínas, vitaminas e minerais, podem ser usados como substitutos de até duas refeições diárias.

10 – Maca Peruana

Maca é um tubérculo originário da Cordilheira dos Andes. É fonte de vitaminas, minerais, proteínas e fibras, e auxilia na perda de peso e no ganho de massa muscular. Também diminui os sintomas da menopausa, previne osteoporose e melhora a libido sexual. Fonte de ômega 3, contribui com a prevenção e o controle do diabetes. Pode ser utilizado em várias receitas, como, por exemplo, bolos, sorvetes e smoothies.

E lembre-se que não existe uma dieta padrão ou uma fórmula milagrosa para a perda de peso. Se você quer chegar ao verão com um corpo mais bonito e saudável, as melhores estratégias são a reeducação alimentar e a prática regular de atividade física.

Leia também: Kifina

Clareamento dental funciona

Clareamento dental: o que é, tipos e como funciona o procedimento

O clareamento dental é um dos procedimentos de saúde bucal cada vez mais procurados, afinal, quem não quer ficar com os dentes com uma aparência limpa e branquinha? Segundo o Conselho Federal de Odontologia (CFO), a sua procura aumenta na ordem de 30% ao ano no País.

Apesar de ser um procedimento simples, ele exige uma série de cuidados para que não surjam problemas, como acompanhamento profissional – mesmo na sua versão caseira. Saiba mais:

O que é clareamento dental?
“É a técnica que utiliza agentes clareadores para recuperar a cor original dos dentes, perdida em algum momento durante a vida em decorrência de diferentes fatores, ou promover o clareamento dos dentes originalmente escurecidos”, explica a cirurgiã-dentista Leila Donni, da Odonto Itanhangá.

Esse procedimento estético é realizado pelo cirurgião-dentista, o qual aplica um produto sobre os dentes que clareia a coloração dos mesmos.

Como funciona o clareamento dental profissional?
O gel clareador tem uma formulação ácida que pode ser feita tanto com o peróxido de hidrogênio quanto com o de carbamida, em concentrações variadas.

Esse gel entra em contato com a superfície do dente e é ativado por um processo químico, de modo a liberar oxigênio. Com isso, o oxigênio livre quebra as partículas de pigmento que deixam o dente amarelado.

As moléculas permitem que o dente tenha uma reflexão de luz maior, de modo a se mostrar mais claro.

Como clarear os dentes?
Há duas formas:“A primeira é a caseira, em que, como o próprio nome diz, o paciente aplica o produto em casa sob orientação do dentista. Também há o clareamento dental a laser, que é realizado em consultório e consiste na colocação de uma substância nos dentes do pacientes e na aplicação de laser”, explica a dentista Juliana Kruel, da Crie Odontologia.

Saiba mais sobre cada um dos métodos:

Clareamento dental caseiro

aodaodaodaod/Shutterstock

A maior parte desse tratamento é realizada pelo próprio paciente, o qual coloca o agente químico dentro de uma moldeira adaptável aos dentes. Estes materiais são fornecidos pelo cirurgião-dentista, que orienta e supervisiona o tratamento por meio de visitas periódicas do paciente ao consultório.

Em média, o clareamento dental caseiro dura 14 dias e é frequentemente escolhido por ser menos agressivo.

Clareamento dental realizado no consultório (a laser)

bezikus/Shutterstock

Neste procedimento, o dentista aplica sobre os dentes um agente químico oxidante potente. Para evitar queimaduras na gengiva, lábios e bochechas, é usado um protetor interno.

Sobre o clareador é aplicada uma fonte de energia ativadora, que pode ser luz halógena ou determinados tipos de laser que intensificam o clareamento. Dessa forma, o paciente consegue dentes brancos em apenas uma sessão.

Café escurece os dentes? O que fazer para evitar as manchas?
Clareamento dental para dentes amarelados: vale a pena?
Enxaguante bucal: melhor tipo, malefícios, benefícios e mais
Nem sempre os dentes ficam realmente brancos

Elaine Nadiv/Shutterstock

Como se trata de um processo de clareamento, é normal que os dentes não fiquem totalmente brancos após o método. Isso é explicado pelo fato de cada pessoa possuir um tom específico, o qual é determinado pela espessura do esmalte que cobre a dentina, que é amarela.

Além disso, como o clareamento dental age nos minerais presentes no esmalte, quanto mais mineralizado forem os dentes, mais branco será o resultado. Já a dificuldade de saturação do esmalte faz com que ele fique menos branco.

Qual método escolher?
Antes de tudo, Juliana Kruel alerta que é necessário realizar uma avaliação antes do procedimento para observar se existem contraindicações, como raízes expostas.

Ambos os métodos de clareamento dental são eficazes, mas a escolha varia de paciente para paciente. Atualmente, grande parte dos dentistas recomenda que, para obter melhores resultados, o paciente use os dois conjuntamente: caseiro e profissional.

Quanto custa o clareamento dental?
O preço de clareamento dental só pode ser determinado após a avaliação clínica (primeira consulta), na qual o profissional indicará qual tratamento é mais adequado para seu caso.

O preço de clareamento dental caseiro costuma variar de R$ 500,00 a R$ 1000,00 e o do clareamento a laser (consultório) de R$ 800,00 a R$ 2.500,00 (por sessão).

Contraindicação
Apesar de o clareamento dental ser uma técnica muito utilizada, nem todas as pessoas podem fazê-lo. Por isso, é necessário procurar um profissional que fará a avaliação de cada caso.

As contraindicações incluem:

Gestantes e lactantes
Pessoas com sensibilidade dentária ou irritação gengival
Pacientes que fizeram quimioterapia e/ou radioterapia há pouco tempo
Pessoas com muitas restaurações nos dentes
Menores de 18 anos
Cuidados após o clareamento dental

Leia também: Comprar WhiteDent

Para obter um bom resultado e mantê-lo após o clareamento, são necessários alguns cuidados básicos. Veja quais:

Alimentação
É importante evitar alimentos que tenham uma alta taxa de acidez, já que pode haver aumento de sensibilidade após o procedimento, como frutas cítricas e temperos mais fortes.

Alimentos coloridos ou bebidas com corantes também devem ser evitados, como vinho tinto, cenoura, beterraba, café, chá mate e chocolate. Deve-se evitar também o consumo de sucos ácidos e refrigerantes, pois podem aumentar a sensibilidade dos dentes.

Os cuidados com esses produtos que causam manchas são importantes para evitar as marcas indesejáveis nos dentes.

Saúde bucal
É fundamental seguir a indicação do dentista quanto a higienização bucal e os produtos que podem ser usados após o tratamento.

Além disso, não se deve escovar os dentes após consumir alimentos ácidos ou com corante, mas esperar de 20 a 30 minutos, que é o tempo suficiente para neutralizar o pH bucal e evitar erosão dentária.

Mudança de hábitos
Hábitos que prejudicam a qualidade dos dentes devem ser deixados de lado, tais como tabaco, consumo de bebidas alcoólicas e uso de batons com cores fortes, principalmente depois de realizar o clareamento dental.

Receitas caseiras para clarear dentes: vale a pena?
Algumas receitas caseiras – como limão, bicarbonato de sódio e casca de laranja – até podem remover as manchas dos dentes, mas também desgastam o esmalte, sendo expressamente contraindicadas.

Por isso, é importante seguir apenas as recomendações de um especialista: só ele pode orientar se é mesmo preciso fazer o procedimento, qual o tipo mais indicado e qual grau de branqueamento você pode conseguir.

 

Ejaculação precoce: tratamento psicológico

A ejaculação precoce pode ser o problema sexual mais comum para os homens. É provavelmente mais comum entre homens mais jovens e homens com menos experiência sexual, mas também pode se manifestar em homens dentro de relações estabelecidas. Diz-se que a ejaculação é prematura se acontecer muito depressa, o homem não se sente capaz de abrandar e sente-se mal com isso. Isso pode, portanto, afetar negativamente a vida sexual do casal e a felicidade geral do relacionamento, mas felizmente os homens podem responder bem o suficiente ao tratamento.

Tratamento psicológico

A ejaculação precoce, que persistiu por muito tempo, pode obscurecer a vida sexual do casal. Um terapeuta de sexualidade pode ajudar a desvendar esses efeitos negativos, assim como normalizar as várias soluções testadas. Isso também pode envolver o trabalho em questões não sexuais que são introduzidas na vida sexual.

Se o problema lhe interessar de perto, se você decidir ou não consultar um terapeuta, você e seu parceiro podem trabalhar para comunicar mais sobre o que cada um deseja da vida sexual e concordar com as opções que você gostaria de experimentar em conjunto. momento. Seja direto sobre o que você faz e o que não gosta, o que você quer do seu parceiro, o que você está disposto a fazer pelo seu parceiro e o que você não está interessado em fazer. Esta consciência aumentada do seu desejo sexual e do seu parceiro tornará mais fácil sentir-se seguro durante os encontros sexuais e tenderá a reduzir as preocupações sobre o desempenho.

Caso você esteja atrás de algum estimulante sexual nós aqui do site te indicamos o Max Gel.

Alguns homens desenvolvem ejaculação rápida se sentirem que o parceiro não está desfrutando e, portanto, só quer suportá-lo ou achá-lo doloroso. Se existe um fundo de verdade para essa preocupação, vale a pena explorar se mais preliminares, lubrificantes de qualidade ou posições diferentes tornassem o sexo mais agradável para você. Se o desconforto persistir ou for muito pronunciado, um exame médico pode ser útil.

Uma vez que você tenha tido algumas dessas conversas, se as dificuldades persistirem, você e seu parceiro podem praticar a técnica start-stop .que envolve a progressão através de uma série de exercícios em casa que lhe ensinam uma maior consciência do seu nível de ansiedade, em resposta à estimulação e, finalmente, permitem controlar o orgasmo. Estes exercícios relativamente simples provaram ser bastante eficazes e podem ser aplicados facilmente. Uma vantagem adicional desses exercícios é que eles também ajudam os parceiros a conhecer não apenas seu nível de entusiasmo, mas também seus parceiros e a se comunicar melhor. Isso não é uma coisa pequena, porque uma boa comunicação e coordenação tornam o sexo melhor para ambas as pessoas. Se você ainda está lutando, um terapeuta de sexualidade pode ajudá-lo a esclarecer.

Talvez não surpreendentemente, alguns casais emergem das adversidades da ejaculação precoce, melhorando-se muito. Uma das melhores lições que você pode aprender com esta experiência é de falar claramente e identificar todas as várias maneiras em que você pode fazer seus encontros sexuais mutuamente satisfatórias, independentemente de qualquer orgasmo.Dopo tudo, uma ereção não é necessariamente um requisito para satisfazer uma mulher sexualmente. Saber que existem outras opções pode aliviar a pressão de ambos, então a reunião ainda pode ser um sucesso, mesmo que um orgasmo chegue mais cedo do que o desejado. Tal como acontece com muitas outras coisas na vida, uma abordagem flexível com várias opções tende a tornar a coisa toda mais agradável.