Revelado os melhores tratamentos para rugas e peles

Revelado os melhores tratamentos para rugas e peles

Como evitar as rugas e o envelhecimento da pele?Além da cirurgia plástica, quais as técnicas mais avançadas para atenuar os efeitos do tempo no rosto?

Saiba mais: Proteína asiática

A cirurgia plástica, a dermatologia e outras especialidades clínicas aliadas à cosmetologia evoluíram muito nos últimos anos. Se compararmos o rosto de uma jovem de hábitos saudáveis e alimentação adequada com o de outra da mesma idade, porém criada em condições menos favoráveis e exposta demais ao sol, esta última aparentará ser mais velha. Esse fato traduz a necessidade de que, desde cedo, devemos prevenir os sinais do envelhecimento da pele por meio de cuidados higiênicos, dieta balanceada, prática de esportes e proteção contra os raios solares, evitando o hábito de fumar e de ingerir bebidas alcoólicas em excesso. Hoje em dia, os cirurgiões plásticos estão se aprofundando cada vez mais no campo da cosmetologia. Em clínicas com excelente nível de qualidade existem departamentos de cosmetologia, onde atuam profissionais de estética que cuidam da pele dos pacientes, antes e depois de uma cirurgia, sempre com o acompanhamento de um dermatologista. É sempre bom estar atento a “fórmulas milagrosas” divulgadas pelos diversos meios de comunicação.

Muitas vezes, estes tentam colocar no mercado certos tratamentos de uma forma além da realidade, como se fossem produtos mágicos. Porém, alguns podem até ser realmente válidos quando bem indicados e já aprovados pelo médico. Atualmente, há vários métodos que podem ser utilizados para o tratamento de rugas faciais. São indicados no pré e pós-operatório da cirurgia do envelhecimento facial ou para pessoas que não querem ser submetidas a esse tipo de procedimento, mas desejam suavizar os sinais de senilidade cutânea. • Nas pessoas jovens, o que podemos observar com certa frequência são “marcas de expressão” e não rugas propriamente ditas. Quando essas “marcas” são profundas e evidenciadas mesmo estando a face em repouso, tanto os preenchimentos quanto os peelings – abrasão (raspagem) da pele – e, eventualmente, o enxerto de gordura podem ser indicados. • A injeção de gordura é um procedimento que, quando bem-indicado, proporciona resultados satisfatórios no tratamento de sulcos faciais pronunciados. Esse método utiliza gordura do próprio paciente aspirada de outras regiões do corpo, preferencialmente da face interna do joelho.

Ressalta-se, contudo, que a porcentagem de absorção da gordura injetada é significativa. Esse fato deve-se sobretudo à rica vascularização da face, e, para obter melhores resultados, são necessárias novas injeções de gordura. O mesmo ocorre com os implantes faciais, pois frequentemente há necessidade de repetir o tratamento uma ou mais vezes. • No tratamento das rugas existem hoje vários tipos de peelings químicos usados para descamar a parte mais superficial da pele. Os mais suaves são feitos à base de ácido glicólico ou de TCA (ácido tricloroacético), cuja porcentagem de concentração será graduada de acordo com cada tipo de pele. • Existem também os tratamentos a laser, que são de vários tipos e têm indicações precisas para a sua utilização. Para tratar as rugas, o laser do tipo skin resurfacing (laser de dióxido de carbono) é atualmente o mais usado. O aparelho é monitorado por computador, propiciando maior segurança no seu manuseio. Esse procedimento estimula a produção do colágeno profundo, conferindo à pele um aspecto mais liso, com menos rugas. • Já o peeling mecânico, também chamado de dermabrasão mecânica, apesar de ser o método mais antigo, tem inúmeras indicações. É o mais usado para tratar sequelas de acne ou mesmo pequenas cicatrizes pós-traumáticas, nivelando melhor a superfície da pele. É um método que utiliza lixas cilíndricas de diversas espessuras acopladas em um aparelho adequado (dermoabrasor), cuja rotação e grau de profundidade são controlados pelo cirurgião. Leia artigo completo sobre Pelling • Para peles muito envelhecidas, com manchas e pouco tecido colágeno, o tratamento indicado estaria, dependendo do tipo da pele, entre o peeling a laser ou um dos tipos de peeling químico. É importante que o cirurgião plástico possua conhecimentos de dermatocosmetologia para que possa propiciar maior benefício ao paciente, já que essas são áreas de importante interligação. Todos os procedimentos necessitam de uma indicação precisa, no sentido de o paciente compreender se as suas expectativas são compatíveis com o que o tratamento cirúrgico possa vir a oferecer.

Prezado internauta, Textos, fotos, artes e vídeos do Medicina Mitos e Verdades estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Você pode compartilhar esse conteúdo usando o link ou os botões oferecidos na página. Não reproduza o conteúdo do site em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso sem o link do artigo ativado. Não basta citar a fonte. Em caso de dúvidas ou mais informações escreva para [email protected] Essa regra tem objetivo de proteger o investimento da empresa em jornalismo de qualidade. Fonte:

Pés Ressecados: Eles Sofrem em Dezembro!

Pés Ressecados: Eles Sofrem em Dezembro!

Pés ressecados podem ser chamados de um mal de dezembro, mês de tanto trabalho, compras, afazeres, festas de salto alto…

pés ressecados
Abusamos do salto alto no final do ano. Cuidado com os pés ressecados! Imagem: Shutterstock
Pé ressecados passam uma péssima impressão. Cuidado, muita gente pode estar reparando maldosamente nos seus pés, para avaliar se você é mesmo uma pessoa bem cuidada e… refinada!

Leia também: pé ressecado causa

Os pés ressecados desenvolvem calosidades e zonas ásperas, calcanhares e pontas dos dedos ficam grossos e por vezes cheios de rachaduras, devido a estas causas:

Pressão exercida pelo peso do corpo sobre os pés – em reação a isso a pele engrossa numa reação de defesa, para suportar melhor esta pressão

Atrito causado pela constante fricção dos pés com o calçado ou com o chão – da mesma forma, a natureza sábia faz com que a pele se espesse para suportar este atrito sem formar bolhas (por isso é frequente que numa viagem onde se caminha muito, ao usar um mesmo sapato, se formem bolhas nos locais de atrito. Na cicatrização, a pele que antes ostentava a bolha se torna mais grossa)

Pele dos pés tem camada superficial naturalmente mais grossa (a chamada camada córnea, de células “mortas”), o que faz com que seja sempre mais ressecada (como em cotovelos, palmas, joelhos)

Defeitos e vícios ao caminhar concentram a pressão em determinados pontos que sofrem mais desenvolvendo calosidades mais exuberantes

Sapatos apertados de bico fino ou tênis que batem nas pontas dos pés durante caminhadas, esteira e exercícios causam dano nas pontas dos dedos, pressionando as unhas, especialmente a dos dedões, provocando o espessamento de queratina sob as unhas, facilitando o aparecimento de micoses nas unhas, a onicomicose e ocasionam também as calosidades

Entre a cruz e a espada
Salto alto concentra a pressão na ponta dos pés fazendo com que dedos e a parte anterior da sola fiquem grossa, áspera e ressecada, mantendo o calcanhar mais macio.

Rasteiras, chinelinhos e sapatos sem nenhum salto concentram pressão e atrito nos calcanhares o que os deixa ásperos, ressecados e até rachados, enquanto os dedos e a parte da frente não sofrem tanto.

Como evitar:
Controle o excesso de peso, 5 kg a mais já representa significativa sobrecarga sobre os pobres pés.

Evite na maior parte do tempo sapatos de bico muito fino e feitos de material muito rígido. Quanto mais macio, não só na região da palmilha, mas também no couro ou tecido em que é confeccionado, melhor. Há menos atrito e pressão sobre as áreas de contacto.

Procure alternar os tipos de calçados: se você só gosta de salto alto, aproveite o tempo em que está em casa para usar saltos mais baixos, sapatos abertos, sandálias. Se você é fã das rasteirinhas e seu calcanhar está uma lástima, considere usar, de vez em quando, um saltinho médio. Contorne o problema alternando os modelos, procurando também comprar alguns sapatos com um pouco de plataforma.

Para amaciar a sola dos pés e reverter a tendência natural da pele de endurecer e rachar, use diariamente, após o banho, creme com ureia, ácido glicólico, ácido lático e ácido salicílico. Passe em todo o pé, nas unhas e sobre elas. Existem no mercado creme especiais para os pés, procure estes componentes nos rótulos.

Para tratar seus pés:
Pés grossos e cansados se recompõem num passe de mágica se você puder tapar o ralo do boxe que tenha certa profundidade, deixando-os em imersão enquanto toma banho. Isto amolece a pele grossa e atenua dores. Você verá que a pele grossa dos calcanhares, calos, joanetes vai em parte se despregando.

Nesta hora pode-se fazer esfoliação, usando-se bucha áspera ou pedra pomes, ou mesmo sabonetes com grãos abrasivos. Ao sair do banho, aplique generosamente creme hidratante com ureia, ácido glicólico, ácido lático, ácido salicílico e alantoina nos pés e unhas.

Resultado será: pés macios, bonitos e descansados, com unhas mais finas e polidas. Se preferir, aplique o creme diariamente antes de dormir. Em casos mais graves, uma noite ou outra aplique o creme e envolva os pés com papel filme de PVC para concentrar bem o produto. Na manhã seguinte, os pés já estarão bem melhores.

Alerta: calos
Cuide das calosidades, raspando-as com lixa ou lâmina, com muita calma e cuidado, após um banho quente e aplicando creme para os pés com ácido glicólico e/ ou ácido salicílico logo após, assim previne-se que os calos se refaçam rapidamente, cresçam e doam. Existem produtos adesivos para tratar os calos nas farmácias, à base de ácidos.

Leia também: Afinal, devo lavar o cabelo todo dia?

Alerta: rachaduras
Ressecamentos intensos não tratados podem evoluir para rachaduras que doem muito, fazem com que a marcha fique defeituosa, pois espontaneamente a pessoa evita encostar o pé no chão no ponto dolorido, causando inclusive problemas de coluna, dores nas costas e nas pernas. Estas fissuras podem se infectar por bactérias, servindo de porta de entrada para micro-organismos capazes de causar infecção e inflamação nos pés e pernas. Se há rachaduras nos calcanhares, além dos hidratantes recomenda-se cremes cicatrizantes e antissépticos com clostebol e alantoina, à venda em farmácias.

Atendimentos dermatológicos gratuitos na Virada da Pele Saudável

Atendimentos dermatológicos gratuitos na Virada da Pele Saudável

Ação tem como objetivo ampliar acesso da população a diagnóstico e tratamentos, além de disseminar conhecimento sobre doenças de pele
14/09/2018 – 15:04
Por: Redação |
Comunicar erro
Tags: #consulta gratuita #dermatologia #hábitos saudáveis #pele
713
dermatologista atendendo paciente
Crédito: damiangretka/istock
Virada de pele saudável acontece no dia 18 e 19
Nos dias 18 e 19 de setembro, São Paulo recebe a 6ª edição da Virada da Pele Saudável. Serão 36 horas ininterruptas de atendimentos dermatológicos gratuitos, incluindo procedimentos. O evento é realizado pelas Faculdades BWS e a Associação Pele Saudável e terá inídio às 7h, no Núcleo de Ensino Superior BWS – Rua São Domingos, 69, Bela Vista. Para ser atendido, basta comparecer ao local com documento de identificação.

De acordo com a dermatologista e coordenadora do curso de pós-graduação em dermatologia das Faculdades BWS, a Dra. Seomara Passos Catalano, a Virada da Pele Saudável é uma oportunidade não só de atender a população, mas também de disseminar conhecimento a respeito das doenças de pele.

Leia também: Pele saudável dicas

Selo Facilite
Conheça os benefícios do açafrão para a saúde da pele e do cabelo
“Em geral, as pessoas só vão ao dermatologista quando há uma queixa específica, como queda de cabelo, acne ou uma pinta incomum. É preciso alertar para o fato de que há diversas outras doenças – genéticas, autoimunes e infecciosas, por exemplo – que apresentam manifestações cutâneas. E quanto antes ocorrer o diagnóstico, maiores as chances de um tratamento exitoso”, afirma.

É o caso, por exemplo, da psoríase, doença crônica e autoimune que se caracteriza por lesões avermelhadas e descamativas, que aparecem mais frequentemente no couro cabeludo, cotovelos e joelhos. Com intensidades variáveis, a psoríase é, normalmente, tratada com facilidade, mas há casos nos quais as articulações podem ser impactadas, levando à incapacidade física.

Outro problema de pele comum é o câncer de pele não melanoma, tipo de câncer mais frequente no Brasil e que corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados no país, segundo o INCA – Instituto Nacional de Câncer. Em ambos os casos, o diagnóstico precoce é fundamental para garantir o tratamento adequado e, consequentemente, o bem-estar do paciente.

Na última edição da Virada da Pele Saudável, centenas de pacientes foram diagnosticados com esses e outros problemas de pele – no total, foram realizadas 4 mil consultas, além de 750 procedimentos dermatológicos apenas nas primeiras 24 horas de evento.

médico avaliando paciente
Crédito: kali9/istock
Virada da Pele Saudável – serão 36 horas de ação
“A proposta da Virada é oferecer um atendimento resolutivo, com início, meio e fim. Se um paciente precisa retirar uma lesão na pele, o procedimento pode ser feito imediatamente. No caso de biópsia, ela é realizada em nosso próprio centro cirúrgico, sem qualquer custo. Já quando o procedimento necessita de uma preparação específica, ele é marcado para as semanas subsequentes. O importante é que o paciente saia dali com algo concreto, seja um diagnóstico, um tratamento ou um procedimento agendado”.

Problemas mais comuns na pele

Problemas mais comuns na pele

Problemas mais comuns na pele ESTETICA
Acnes

Acne é o resultado do acúmulo de impurezas produzidas pelas glândulas sebáceas e que a derme não consegue expelir. O sebo, como é chamado esta impureza, entope os folículos da pele, causando uma pequena infecção. Nos casos mais graves, a acne atinge não só o rosto como todo o restante do corpo, de forma mais evidente nas costas, peito, rosto e cabeça.

Este não é o único fator a causar a incidência de cravos e espinhas. Outros fatores determinantes são a oleosidade da pele e a hereditariedade, na qual, se o pai ou a mãe possuem acnes, certamente seu filho também possuirá.

A acne está presente em todas as fases da vida, mas surgem com maior intensidade na adolescência. Cerca de 85% dos adolescentes possuem acne.

Leia também: Problemas de pele

Os dermatologistas classificam a acne em quatro graus:

Grau 1: pele oleosa com cravinhos;

Grau 2: pele com cravos e espinhas;

Grau 3: pele com cravos, espinhas, nódulos e cistos;

Grau 4: pele com cravos, espinhas, nódulos, cistos e cicatrizes.

Cuidar da limpeza do rosto é uma ação simples e que ajuda muito a prevenir e controlar a incidência de acnes. Você pode realizá-la em casa através do uso de sabonete neutro, ou se a pele for muito oleosa, sabonete a base de enxofre, três vezes ao dia (manhã, tarde e noite) e sabonete cremoso com sílica ou polietileno para esfoliação, uma ou duas vezes por semana, além de cremes e gel indicados para o tratamento. Caso você necessite de ajuda especializada, poderá procurar uma clínica estética para que esta cuide de todos os procedimentos de limpeza da pele.

Porém, para os casos classificados como grau 3 (pele com cravos, espinhas, nódulos e cistos) e grau 4 (pele com cravos, espinhas, nódulos, cistos e cicatrizes), é necessário o acompanhamento médico. O dermatologista vai orientar qual o melhor tipo de tratamento para cada problema.

Para a sua segurança, jamais use remédios indicados por amigos ou outras pessoas que não sejam profissionais capacitados.

Dicas importantes:

1) Não cutuque, não coce e não esprema. Você pode ficar com marcas e cicatrizes;

2) Não aplique substâncias estranhas. Pode até piorar a situação com a ocorrência de uma reação alérgica;

3) Evite o sol. Pode dar a impressão que melhora a pele e seca as espinhas. No entanto, o sol estimula as glândulas sebáceas que podem causar o aumento de sebo;

4) Não lave a pele em excesso. Não use bucha, escova. Você vai estimular ainda mais a produção de sebo;

5) Evite cremes gordurosos, pois aumentam a oleosidade da pele, contribuindo para piorar o quadro. Dê preferência a cremes em forma de gel.

Rosácea

Rosácea é uma doença inflamatória crônica que provoca vermelhidão, pequenas borbulhas e ruptura dos vasos sanguíneos, geralmente na região central do rosto. Encontradas principalmente em homens, entre 30 e 50 anos de idade, verifica-se por um espessamento na pele, particularmente em volta do nariz. Em alguns casos, podem aparecer no tronco, braços ou pernas.

A sua causa é desconhecida, porém, sabe-se que ocorre na idade adulta e com mais frequência em pessoas de pele clara. Vários fatores têm sido apontados como causas da rosácea como predisposição genética, doenças gastrointestinais, hipertensão, fatores psicogênicos como o estresse psicológico. Há também, alguns agravantes que tendem a acelerar o processo da rosácea, como bebidas muito quentes, bebidas alcoólicas, luz ultravioleta, frio intenso, medicamentos vasodilatadores, entre outros.

Ainda não se conhece um tratamento curativo para esta doença. O programa terapêutico varia com o estágio e a gravidade da doença, tendo uma ação efetiva mais direta, os agentes antimicrobianos. A pele do paciente com rosácea é extremamente sensível a produtos químicos como sabões, higienizadores, adstringentes, abrasivos e peeling.

Como a radiação ultravioleta é um desencadeante importante, é fundamental enfatizar o uso de filtros solares cotidianamente no rosto, escolhendo o produto mais adequado para cada tipo de pele.

A melhor forma de cuidar deste problema é fazendo uso das ações preventivas como o afastamento de todos os agravantes ou desencadeantes citados acima, além dos usos de cremes para fins cosméticos e fotoprotetores como os bloqueadores solares.

Milium

Conhecidos também como “cistos sebáceos” são resultados do entupimento do canal excretor das glândulas sebáceas, na qual a gordura secretada se acumula formando o cisto.

Normalmente são lesões esféricas, indolores, de consistência elástica ou endurecida que variam de pequenos cistos, menores que um centímetro, até grandes cistos do tamanho aproximado de uma jabuticaba, ocorrendo principalmente no rosto, couro cabeludo, pescoço e tronco.

Muitas pessoas tentam resolver o problema apertando o milium como se fosse uma espinha. Este tipo de procedimento não é recomendado por não conseguir tirá-lo completamente. A gordura do milium é extremamente resistente e pressioná-lo de maneira incorreta, pode infeccionar deixando marcas na pele.

A melhor maneira de retirá-lo é através de uma intervenção médica com uma micro incisão para a remoção do cisto e da cápsula que o envolve. Este procedimento pode ser realizado em um consultório, podendo deixar ou não uma pequena cicatriz no local. A permanência da cápsula ou de um fragmento dela pode ser responsável pelo retorno da lesão.

Pele Flácida – O que fazer para acabar com a flacidez?

Pele Flácida – O que fazer para acabar com a flacidez?

A pele flácida acontece quando as fibras de sustentação da pele: colágeno e elastina, são afetadas pela falta de nutrição, pela alta oxigenação ou pela ocorrência desses dois simultaneamente e pela desorganização dessas fibras. Podendo ser de difícil tratamento quando acontece pelo desgaste das fibras adiposas.

PRINCIPAIS CAUSAS E AGRAVANTES DA FLACIDEZ DA PELE
Sedentarismo – A falta de atividades físicas enfraquecem a musculatura reduzindo sua função de sustentação da pele;
Efeito Sanfona – Engordar e emagrecer com constância leva ao estiramento e retração da pele e a consequente flacidez;
Envelhecimento – Com a idade o tônus muscular é reduzido causando alterações nas fibras de colágeno da pele;
Variação hormonal na menopausa – Nessa etapa de vida da mulher acontece a diminuição do colágeno, da elastina e dos líquidos da pele;
Predisposição genética – Algumas pessoas sofrem com redução ou alteração das fibras de colágeno e elastina conforme sua estrutura genética.

Leia também: Flacidez

Pele Flacida

2 REMÉDIOS CASEIROS PARA ACABAR COM A FLACIDEZ DA PELE
ALOE VERA
O gel da Aloe Vera concede firmeza à pele flácida e desidratada, interrompe o envelhecimento precoce da pele e reduz pequenas imperfeições.

Ingredientes:

Uma colher de sopa de gel de Aloe Vera;
Uma colher de sopa de óleo de coco;
Uma colher de mel.
Modo de preparo e aplicação:

Coloque o gel de Aloe Vera em um recipiente;
Junte o óleo de coco e o mel;
Misture até conseguir uma pasta homogênea;
Aplique sobre a região com flacidez;
Deixe agir por 20 minutos;
Enxágue com água fria;
Repita a aplicação a cada dois dias.
ÁGUA DE ROSAS
Tônico natural que reduz a flacidez da pele ao diminuir a oleosidade e o acúmulo de células mortas.

Ingredientes:

¼ de xícara de chá de água de rosas;
Uma colher de chá de suco de limão;
Uma colher de sopa de água de hamamelis.
Modo de preparo e aplicação:

Em um frasco com tampa, misture todos os ingredientes;
Agite até estarem totalmente integrados;
Aplique na região da pele flácida com um algodão ensopado pela mistura;
Aplique todas as noites.
MUDE SEUS HÁBITOS E ACABE COM A PELE FLÁCIDA
A mudança de hábitos é fundamental para acabar com a flacidez de pele. Abaixo listamos as mudanças mais importantes e as quais você não deve deixar de fazer.

Aumente a ingestão de água – A hidratação auxilia manutenção da elasticidade da pele, melhora da circulação e impede o inchaço resultante da retenção de líquidos;
Consuma alimentos ricos em proteínas – Carnes magras, grãos, ovos, leite e derivados;
Consuma alimentos que contenham colágeno – Frutas cítricas e suplementos naturais;
Não deixe de ingerir alimentos com propriedade antioxidante – Frutos vermelhos e chá verde.
Pare de fumar – O ato de fumar é extremamente prejudicial à circulação sanguínea;
Mantenha o peso – Evite o efeito sanfona.
Pratique exercícios físicos – Principalmente, a musculação que fortalece a massa muscular e tonifica a pele;
TRATAMENTOS MÉDICOS QUE ACABAM COM A PELE FLÁCIDA
Para tratar a flacidez da pele são aplicados procedimentos elétricos e mecânicos indicados por dermatologistas quanto ao tipo do tratamento e a quantidade de sessões.

CARBOXITERAPIA
Procedimento que aumenta o fluxo sanguíneo na região afetada pela flacidez e aumenta a produção de fibras elásticas e colágeno cuja função é dar firmeza a pele.

As desvantagens desse método são as dores causadas pelas picadas de agulhas e o aparecimento de lesões localizadas.

Carboxiterapia

CORRENTE RUSSA
Estimula a musculatura através de eletrodos que produzem corrente elétrica alternada de baixa intensidade provocando contrações musculares. Sua finalidade é aumentar o tônus da musculatura diminuindo a flacidez dos tecidos da pele.

A corrente russa não pode ser feita por pessoas com problemas cardíacos, de hipotensão não controlada, renais, por quem tem varizes e mulheres grávidas.

MESOLIFITING OU MESOTERAPIA FACIAL
Aplicação múltipla de injeções nas camadas superficiais da pele nas áreas do pescoço, peito, dorso e rosto que retardam o processo de envelhecimento da pele.

Sua aplicação pode causar dor e o aparecimento de inchaço e ligeira cicatriz.

MICROCORRENTE
Eletroestimulação através de correntes elétricas de baixa intensidade e frequência que aumenta o metabolismo celular, a oxigenação e a eliminação de resíduos atenuando a flacidez muscular e a elasticidade, a textura e o viço da pele.

Esse tratamento que também potencializa a circulação linfática é contraindicado para portadores de alergia à corrente elétrica, neoplasias, dermatites, dermatoses cutâneas, pessoas com implantes metálicos e gestantes.

Como eliminar olheiras para sempre Ensinamos como eliminar essa mancha de perder o sono.

Como eliminar olheiras para sempre Ensinamos como eliminar essa mancha de perder o sono.

Por que, por que, por que?
A olheira pode ter várias causas. “Pode ser desidratação, pode ter causa hereditária, pode ser porque a pele da região é a segunda mais fina do nosso organismo (só perde para a do condutor auditivo, o externo). Então, pela não remoção correta de maquiagem, você tende a uma desidratação maior”, fala a dermato Flávia Lira Diniz. Má alimentação também pode deixar a região mais escura, assim como não dormir bem e viver estressada. E cada causa merece um tipo de tratamento.

Leia também: creme para olheira

Disfarce olheiras com maquiagem
Top 4 ativos que acabam com as olheiras
Vídeo: como camuflar olheiras
Cada caso, um caso
O primeiro passo para ver luz embaixo dos seus olhos – e não uma mancha arroxeada ou até marrom – é um bom diagnóstico. “Identificada a causa é indicado o tratamento ideal.” E ele pode incluir se alimentar melhor, dormir melhor… Preenchimento com ácido hialurônico pode ajudar se você tiver olheiras fundas. Quando a causa das olheiras é hereditária, não tem cura, mas tem como amenizar a situação.

Leia também: creme para olheira

Retinoides nelas
“Os retinóides são indicados para apagar olheiras sim, porque estimulam a formação de colágeno e aumentam a vascularização. Agora, podem manchar a pele morena com qualquer tratamento, não só para olheira, se não tiver o uso do protetor adequado”, alerta a dermato. “O uso de protetor solar facial é absurdamente importante. Mais ainda quando você está em tratamento”, fala Flávia.

Táticas de defesa
Pé no freio da melanina
Arbutin, ácido kójico, alcaçuz, vitamina C e extrato de margarida são ótimos clareadores da região das olheiras. “E também a própria vitamina C, dependendo da potência, pode não apenas hidratar, como também clarear”, acrescenta a médica.

Bolsas em baixa
A cafeína ajuda a diminuir bolsas e inchaços sob os olhos. “Ela não elimina por completo, mas é um composto importante nos cosméticos para tratamento coadjuvante.”

Exército de ataque
Quando a olheira é caracterizada pelo olho fundo e escuro, o melhor tratamento de olheira é preencher com ácido hialurônico. “O olho fundo pelo efeito sombra ganha um aspecto ainda mais escuro. Então quando você preenche, só por diminuir a profundidade, já clareia. Além disso, o ácido hialurônico é hidrofílico, retém água, hidrata. Podemos ainda associar ao uso dos retinóides, ou mesmo do ácido tioglicólico, e também podemos associar com a luz pulsada, ou se a paciente for mais morena, com o laser de CO2”, finaliza.

Colágeno – Conheça 8 benefícios poderosos

Você provavelmente já ouviu falar do colágeno: uma proteína famosa quando o assunto são os cabelos, a pele e as unhas, mas ele vai além disso.

É verdade, ele tem um papel importantíssimo no fortalecimento dos cabelos e unhas e na elasticidade da pele. O que você precisa saber é que os benefícios do colágeno são mais abundantes que estes. Descubra agora mesmo nessa postagem o que preparamos para você.

Conhecendo mais o colágeno
O colágeno é a proteína mais abundante no organismo. Ele é o grande responsável pela firmeza e sustentação da pele, além de ter um papel fundamental na composição dos tendões e das cartilagens.

Para entender um pouco melhor o que ele é, coloque as mãos sobre sua orelha ou sobre a ponta do nariz. Percebeu como eles são maleáveis e resistentes ao mesmo tempo? Pois então, esse é o resultado do colágeno, que está muito presente nessas regiões. Acredite: essa estrutura é tão firme que pode resistir a mais tensões que um fio de aço.

Leia também: Skin renov é bom

Produzido naturalmente pelo organismo, ele tem uma grande tendência em diminuir com a idade, principalmente depois dos 30 anos. Se você vive esse período, já consegue perceber os sintomas de certa flacidez, concorda?

É uma proteína estrutural, portanto, sua principal função é compor a pele, ossos e cartilagens, dando sustentação ao corpo. Mas não é só isso! Ele também tem funções, que você vai conhecer a seguir.

Leia também: Fascia colágeno

Benefícios do colágeno
Possui diversos benefícios para o seu organismo, depois de ler essa postagem você vai querer se assegurar que nada comprometa a produção dessa proteína pelo seu corpo. Entre as principais vantagens estão:

Responsabilidade por melhorar a firmeza e elasticidade da pele;
Fornecimento de sustentação estrutural para dentes, ossos, vasos, pele e até mesmo para alguns órgãos;
Rejuvenescimento da pele, ou seja, trabalha prevenindo o envelhecimento das células;
Proteção das articulações;
Ajuda na prevenção do surgimento das temidas celulites e estrias;
Melhora e potencializa a cicatrização;
Promove a renovação das células;
Prevenção contra a osteoporose, protegendo os ossos.
O consumo como suplementação
Ele é naturalmente produzido pelo organismo, mas depois dos 30 anos, como falamos, a síntese ocorre de forma mais lenta, transparecendo um pouco a deficiência deste elemento. Nesse caso, você pode investir em uma alimentação mais rica para estimular a produção natural do seu corpo ou optar por uma suplementação.

Os suplementos podem ser encontrados de diversas formas, como em capsulas, em pó, líquido e até mesmo em chás e sucos.

Portanto, você não terá dificuldade em encontrar a opção que considerar ideal para sua rotina. Além disso, você já pode consumir o colágeno hidrolisado, facilitando a absorção do seu organismo.

As diferenças entre colágeno e colágeno hidrolisado
O colágeno hidrolisado passa por um processo de hidrólise, como você pode deduzir pelo próprio nome. Isso faz com que ele seja quebrado em partículas menores que as de colágeno normal, facilitando a absorção pelo corpo. Essa opção é muito usada na suplementação, por exemplo.

Além disso, o colágeno hidrolisado é composto por aminoácidos, fornecendo a glicina e prolina para o corpo. Isso faz com que o corpo consiga trabalhar na regeneração e estabilidade das cartilagens.

Agora que você já conhece os diversos benefícios do colágeno, essa proteína maravilhosa, não vai querer que os índices diminuam no seu organismo, não é mesmo?

Portanto, fique de olho e mantenha-se sempre saudável!

Varizes podem causar trombose?

A trombose venosa, por definição, é a presença de um coágulo dentro de uma veia. Pode ser superficial, quando o coágulo está em uma veia localizada logo abaixo da pele, ou profunda, quando a veia acometida está no meio dos músculos das pernas ou dentro da barriga. Várias condições, como as varizes, podem estar envolvidas para que esse problema surja.

Varizes e obesidade facilitam desenvolvimento de trombose
“A presença de varizes de membros inferiores, como fator isolado, é considerado de baixo risco para o desenvolvimento de trombose venosa profunda. Mas, se associado a outros fatores, pode contribuir para desencadear a trombose”, afirma o angiologista Breno Caiafa, presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular do Rio de Janeiro.

Entre os fatores citados pelo médico estão obesidade, idade superior a 60 anos, imobilidade ou mobilidade reduzida, história prévia de trombose venosa profunda e algumas condições cirúrgicas e clínicas, como doenças crônicas e câncer. “A formação do coágulo ocorre por fatores como lesão da parede interna da veia, dificuldade do sangue circular (estase) e o aumento da viscosidade sanguínea”, informa o profissional.

Leia também: Varicell reclame aqui

Tratamento das varizes previne surgimento de trombose
Segundo o especialista, o tratamento das varizes deve começar precocemente para impedir a progressão da doença para estágios mais avançados, em que o risco de trombose e úlceras é maior. “Em alguns casos, como em cirurgias ou internações prolongadas, a prevenção da trombose deve ser realizada, com o uso de anticoagulantes em baixas doses, assim como o tratamento e o afastamento de todos os fatores de risco”, explica Caiafa.

A busca rápida por tratamento é essencial para prevenir os riscos da trombose, como embolia pulmonar e sequelas nas pernas, já que mesmo que a trombose fique quieta em seu lugar, as veias podem ser prejudicadas. Como consequência, a perna afetada pode ficar inchada e escura e, com o passar dos anos, podem aparecer feridas, que constituem a síndrome pós-trombótica.

Cremes para flacidez: Causas da flacidez, melhores ativos e cremes, como aplicar

Quando a pele fica flácida é sinal de falta de fibras de sustentação ou de desorganização das mesmas, além da possível falta das proteínas essenciais colágeno e elastina. E essa pele flácida fica mais mole, mais caída, mais frágil e incomoda diretamente na autoestima das pessoas. Mas calma que tratamentos para isso não faltam, e um deles é o uso de cremes para flacidez. Vem saber mais!

Leia também: Skin renov reclame aqui

Motivos para pele flácida:
Envelhecimento, pois com o passar do tempo passamos a produzir menos proteínas que sustentam a pele e dão vigor aos tecidos;
Cigarro e bebidas alcóolicas, pois seus efeitos nocivos atacam diretamente a saúde e elasticidade da pele; além disso, fumar demais causa movimentos repetitivos na face e gera marcas de expressão com mais facilidade;
Exposição prolongada ao sol, pois os raios ultravioletas possuem efeito negativo sobre o colágeno, podendo ocorrer a quebra dessa proteína na pele;
Alterações hormonais, principalmente quando relacionados à obesidade, adolescência ou gravidez;
Mudanças bruscas de peso, principalmente quando ocorre o efeito sanfona em razão de engordar e logo depois emagrecer, e vice-versa.
Os melhores ativos de cremes para flacidez
Os melhores cremes para flacidez são aqueles que contém a substância DMAE, ou dimetilaminoetanol. Ele é um importante antioxidantes que atua na membrana plasmática celular, de modo a combater de forma eficaz a flacidez e também melhorando a saúde externa da pele, com resultados imediatos e também duradouros.

Cremes com DMAE ajudam a aumentar a produção de colágeno e, quando absorvidos corretamente, atuam diretamente no músculo sob a pele, aumentando o tônus com efeito tensor, melhorando a aparência. Não possui efeito milagroso e sim progressivo, com efeitos que podem ser vistos claramente após 30 a 60 dias de uso. Outros ativos importantes na produção de colágeno são triac, retinol, cafeína, elastina, silício, tensine, ácido glicólico, kigeline e hialuronidase, além de manteiga de karité.

Como aplicar cremes para flacidez?
Esses cremes não devem ser aplicados no rosto de modo uniforme, e sim respeitando as áreas dos músculos faciais e sempre no sentido de elevação da pele, não de pressão para baixo. Siga as instruções de cada produto descritas nas próprias embalagens e siga as orientações abaixo:

Na testa, passe no sentido para cima partindo do centro da área;
No nariz, sempre da pontinha para cima, rumo à testa;
Nas maçãs do rosto, sempre do meio das bochechas às laterais do rosto;
No buço, sempre do meio para fora;
No queixo, sempre da pontinha rumo às laterais e contornos da mandíbula.
Nas outras partes do corpo, utilize os cremes cerca de 2 vezes por dia; sempre massageando a área flácida no sentido oposto à “caída”, ou seja, sempre puxando para cima; massageie por alguns minutos até a pele absorver bem o produto e a pele ficar aquecida.

Os melhores cremes para flacidez
Mesmo sendo a forma mais lenta de tratar o problema de flacidez na pele, usar cremes regularmente e de forma progressiva pode trazer excelentes resultados!

Cremes com efeito instantâneo, ideal para ida a festas e casamentos, por exemplo: A maioria contém rafermine, argireline e tensine;
Tratamento de flacidez no corpo (braços, barriga, coxas, etc.): Além dos ativos estimulantes de colágeno, é ideal ter ácido hialurônico para a pele ficar hidratada e vitamina C ou resveratrol para agir contra antioxidantes e prevenir do envelhecimento.
Tratamento de flacidez para rosto e pescoço: Pode conter as mesmas propriedades dos cremes para o corpo, porém são menos abrasivos para respeitar a sensibilidade da pele do rosto.
Top 2 Cremes para Flacidez vendidos Exclusivamente pela internet:
Top 1: Cell Repair

Leia também: Creme firmador funciona

Cell Repair tem uma formulá exclusiva onde através de um soro suave e com absorção rápida, estimula a pele produzir colágeno o que retarda o envelhecimento da pele, reduz rugas e marcas de expressão. Cell Repair é vendido exclusivamente pela internet através do seu site oficial. Se você quer saber mais sobre o produto, confira uma matéria completa (clique aqui).

Top 2: Lift Gold

Já o Lift Gold é composto do famoso sérum facial multifuncional, onde o seu diferencial é uma hidratação profunda da pele e um efeito instantâneo. Por ter esse efeito instantâneo que dura algumas horas, o Lift Gold, virou o queridinho das famosas. Procure no youtube e você vai se assustar com o tanto de vídeo de blogueiras e famosas que estão utilizando.

O produto é vendido apenas através do seu site oficial, se você tem interesse em conhecer melhor, clique no botão abaixo ou acesse www.liftgold.com.br

Outros encontrados em farmácias:

Neovadiol Gf Noite Vichy;
Retises CT Creme Hidratante Antienvelhecimento;
Creme Firmador Facial Bel Col;
Lierac Liftissime Gel-Creme para Pescoço;
Substiane UV La Roche Posay;
Creme anti-idade Avène Sèrènage;
Sisley Creme Pour Le Cou para Pescoço;
Melitina Creme Facial;
Roc Pro-Define Creme;
Dove Deo Firmador Intense;
Loção Hidratante Firmador Nivea;
Creme Corporal Nutralift ADCOS;
Cicatricure Creme Corporal;
Gel Corporal Bio-Médicin;
Creme Valmari Slim Sculpt
Cuidados com cremes para flacidez
Os melhores cremes para flacidez possuem ativos intensos que atuam na pele, portanto tenha certeza de que você não tem alergia a algum componente presente na fórmula. Isso você pode ver com seu médico para não ter erro! Ele também vai te ajudar a escolher qual o melhor creme ou loção para seu caso.

Além do uso de cremes, você também pode cuidar da sua flacidez através de uma boa alimentação e prática de exercícios físicos, assim você cuida do problema atual e evita que mais áreas sejam afetadas novamente por flacidez. Cuide-se.

5 Principais Causas de Rugas e Linhas de Expressão – E Como Evitar

5 Principais Causas de Rugas e Linhas de Expressão – E Como Evitar

Dormir de barriga para cima e usar óculos são alguns dos hábitos que previnem rugas

Você acha que só os cremes são capazes de evitar os sulcos e linhas finas que se formam no rosto, colo e pescoço? Saiba que os movimentos faciais carregados de tensão ou a posição que você dorme também contribuem para a formação de rugas. Ao fazer força na musculação, por exemplo, é comum contrair a face e colocar a tensão nos músculos errados. Além disso, algumas emoções ou um tique nervoso nos fazem franzir a testa, puxar a boca para baixo ou torcer o nariz.

“O que piora as rugas e os sulcos são os movimentos involuntários e repetitivos”, explica a especialista em ginástica facial Bartira Bravo, de São Paulo. E, sem que você perceba, sua pele vai ficando com uma fisionomia mais cansada.

Mas você não precisa deixar de se expressar para manter a pele lisinha. Basta evitar a sobrecarrega os músculos. Confira as dicas abaixo para aprender a fazer isso e deixar sua pele jovem por mais tempo.

Durma de barriga para cima

Mulher dormindo de barriga para cima – foto: Getty Images
Dormir com a cara enfiada no travesseiro ou até mesmo de lado, comprimindo a lateral do rosto, pode favorecer a formação de linhas de expressão. “Passar oito horas por dia, por vários e vários anos, na mesma posição causa as chamadas rugas de travesseiro” explica a dermatologista Maria Paula Del Nero, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Deitar-se de lado provoca a formação de sulcos no queixo e bochecha. “Isso explica porque algumas pessoas têm mais rugas de um lado do rosto”, lembra a especialista. A região do colo e pescoço também sofre com essa posição, pois também há a sobrecarga da musculatura. Já dormir de bruços predispõe às marcas na testa. Principalmente em quem já tem a pele e a musculatura do rosto mais flácidas.

Leia também: Creme para rugas anvisa

Dormir de barriga para cima e caprichar na hidratação dessas áreas garante que a pele acorde e permaneça lisinha.

Você precisa de óculos?

Problemas de visão – foto: Getty Images
Você é daqueles que fica franzindo os olhos na frente do computador? Saiba que além de prejudicar sua visão esse hábito pode aumentar suas linhas de expressão.

“Quando você tem um problema de vista e não usa os óculos corretamente, a tendência é ajustar o ângulo de visão fechando as pálpebras e contraindo os músculos da face, principalmente da testa” explica Maria Paula. Com o tempo essas marcas se tornam permanentes.

A solução é bastante simples: basta consultar um oftalmologista, escolher os óculos ideais e parar de fazer careta.

Olha o sol!

Sensibilidade dos olhos ao sol – foto: Getty Images
As rugas pela falta de óculos de sol surgem da mesma maneira que as marquinhas pela falta de óculos de grau. “Nesse caso, as linhas de expressão tornam-se mais evidentes porque os músculos se tensionam para deixar os olhos semicerrados e protegidos da radiação solar”, explica Bartira Bravo.

Comprar um óculos de sol de boa qualidade, que impede que você tencione seus músculos e protege seus olhos da radiação, já resolve o problema.

Pare de fumar

Mulher fumando – foto: Getty Images
O cigarro libera inúmeras substâncias que causam o envelhecimento precoce da pele. As toxinas liberadas na corrente sanguínea destroem as fibras de colágeno, responsáveis pela sustentação da pele.

“Mas, além disso, fazer biquinho por muitos anos causa a formação de rugas ao redor da boca, típicas de fumantes”, explica Maria Paula.

Essas linhas são causadas pela movimentação frequente da musculatura que contorna os lábios, e acaba deixando a pele marcada. “Cerca de 80% das pessoas que fumam acabam tendo essas rugas ao redor dos lábios”, aponta a dermatologista.

Leia também: Skin renov Anvisa

Libere as tensões

Mulher tensa – foto: Getty Images
A testa é um ponto em que a tensão é descarregada com frequência. “Essa emoção causa uma contração bastante intensa do músculo, capaz de deixar a pele marcada com o passar dos anos”, explica Bartira Bravo.

Ao contrário, rir bastante promove uma contração mais leve da musculatura facial e ainda libera endorfinas, hormônio que dá vitalidade à pele. A ginástica facial também é aliada, pois tonifica a musculatura e evita rugas de flacidez.

Vá ao dentista

Mulher no dentista – foto: Getty Images
Uma mordida muito forte, causada por disfunções da articulação da mandíbula, pode cansar a musculatura facial com o tempo e causar a formação de rugas de expressão. “Nesses casos, a primeira coisa a fazer é procurar um dentista especializado, para depois tentar atenuar as marquinhas que você já tem”, orienta Bartira.

Cuidado com os esforços

Mulher fazendo esforço – foto: Getty Images
“Ao fazer algum movimento que demande um grande esforço, como a musculação ou o abdominal, é praticamente inevitável fazer uma careta. Se você faz isso com frequência, a pele tende a ficar com as marcas desse esforço”, explica Maria Paula. “Apesar de ser um ato tanto quanto reflexo, ao criar a consciência do gesto, fica mais fácil impedi-lo”, comenta a especialista